Total de acessos

Teste

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Portal IG: Valor do aluguel registra queda em 17 bairros do Rio


“Tudo tem um limite. Estamos vivendo, além do ajuste do mercado, ajuste [para baixo] nos valores dos imóveis”

O aumento na oferta de imóveis no Rio resultou na diminuição nos valores dos aluguéis nos primeiros seis meses deste ano na cidade. Pesquisa feita pelo Secovi-Rio constatou que dos 18 bairros analisados, 17 tiveram queda em relação ao mesmo período do ano passado. A maior queda foi apurada no Centro (-11,9%), o que pode ser explicado pelo crescimento de 83% na oferta de unidades na região. Humaitá (-10,5%), Ipanema (-7,2%) e Lagoa (-7,2%) também ficaram no grupo dos que tiveram as maiores quedas nos aluguéis.

O levantamento foi feito em Campo Grande, Méier, Taquara, Freguesia, Copacabana, Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Jardim Botânico, Barra da Tijuca, Gávea, Botafogo, Leblon, Cachambi, São Cristóvão, Lagoa, Ipanema, Humaitá e Centro.

Para a vice-presidente financeira do Secovi-Rio, Maria Teresa Mendonça, os investimentos em segurança pública foram muito importantes para a valorização e o crescimento do mercado imobiliário da cidade. Mas ela faz um alerta:

“Tudo tem um limite. Estamos vivendo, além do ajuste do mercado, ajuste [para baixo] nos valores dos imóveis”. Ela diz ainda que este é o momento bom para se negociar, tanto para vender quanto para alugar: “É a hora da oportunidade”.

(Portal IG - O Dia - Notícia - Imóveis - 12/08/2015)

VEJA VÍDEOS SOBRE O ASSUNTO AQUI NO BLOG OU PELO LINK

22 comentários:

  1. Finalmente aparece na midia o que se vê nas ruas. O empilhamento de placas de vendo e/ou alugo, agora refletindo nos preços. Resta aos proprietários dos imóveis para alugar ou vender decidirem se vão abaixar os preços agora para reduzir perdas, ou bancar imóveis fechados arcando com condomínios e taxas, até que a inflação traga os preços para a realidade. Podem vender rapidamente e aplicar o dinheiro, ou bancar orgulhosos o prejuízo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Belo resumo...
      É simples assim...

      Excluir
  2. A Hora da Oportunidade será no final de 2016 quando, sem vender nada, os vendedores e corretores vão se dobrar ao mercado e baixar os preços. Até lá, perderão com o custo de oportunidade de manter os ativos em depreciação. Mas isso eles não aprenderam nos cursinhos e manuais de corretagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkk...ate 2016 corvos ja migraram para outras pastagens,aqui no PTQUISTAO.....estarao comercializando outras coisas , desde que nao peguem no pesado ne....

      Excluir
  3. Será correta está expressão?
    O mercado imobiliário faliu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E correta sim,pois a "CRASSE C" e a que comprava, e agora estao endividados ate o talo,sujeito ao desemprego inclusive.Essa recessao e para uns 15 anos ou mais.Nota-se saturaçao em tudo,falta agua,falta empresas e empregos,Um pais que so vivia de comodities e carros nao se sustenta muito tempo.Sabe quando havera uma nova industrializaçao aqui?Resp= nunca mais...Modelo economico do brasil nao atrai mais investimentos em produçao de bens manufaturados,por isso muitas empresas fechando e se mandando para o paraguay,china,etc..Carga tributaria maior do mundo pra sustentat brasilia e seus corruptos.Dai a fuga de dolares do pais, pra outros paises com menor risco de investimentos.Esse imoveis "encalhados" ai, nao e questao de bolha imobiliaria e "BOLHA DE NAO COMPRADORES SEM RENDA-ENDIVIDADOS E COM EMPREGO EM RISCO". Os preços estao altos sim,mas mesmo que reduza 40% mesmo assim nao terao compradores.
      A media salarial do brasileiro e de 2500/mes .Como pode ter um carro de 30000?...ainda mais um imovel de 200000?....COISA DE PAIS FALIDO MESMO.

      Excluir
    2. Verdade! Mas à medida que os preços se adequarem à realidade o número de compradores aumenta. Tem muita gente que tá com o dinheirinho guardado rendendo aguardando melhoria nos preços o que fatalmente vai ocorrer.

      Excluir
  4. Verdade. As pessoas que têm condiçao, ja têm casa própria. Restam as que so podem comprar por preço justo. Os imoveis alcançaram preços incompatíveis com a realidade brasileira. Toda a classe media que arriscou e comprou. Está endividada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora é só aguardar os distratos e comprar os espólios na bacia das almas.

      Excluir
    2. Classe média não é = crasse C do PT. Classe Média = Classe B. Esta está, em sua maioria, com imóvel próprio, pago e bem localizado. São executivos com com emprego e/ou donos de micro empresas.
      Crasse C do PT é = Classe D/E

      Excluir
    3. 16:12 - Com a crise do jeito que tá, tem muito executivo que tá com negócio quebrando. A tendência é que quem é muito rico fique ainda mais rico (banqueiros etc) e a classe B seja expremida até virar pobre. A desigualdade social aumenta junto com a crise.

      Excluir
  5. Pretendia comprar um imóvel neste ano, 2015. Mas infelizmente com os preços praticados pelo mercado imobiliário devo adiar a compra para o final de 2016. Espero encontrar no ano que vem preços mais justos, dentro da minha realidade. As notícias publicadas neste blog me levam a acreditar que a tendência de queda continuará. Nesse momento, me parece que o negócio é continuar poupando e aguardar.

    ResponderExcluir
  6. Penso que o Rio é a ovelha negra do rebanho...
    Muitos, nem que for para bancar no vermelho o preço, o farão, pois sabem que um evento mundial será o foco daqui a um ano. É uma aposta até que certo ponto coerente do ponto de vista especulativo, porém tem data e hora para desmontar, e sabe-se lá de que forma estará a deterioração dos preços no país no final das olimpíadas.
    Será um grande tiro no escuro...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OLIM*PIADAS VAO ATRAIR INVESTIDORES APENAS POR UM EVENTO TEMPORARIO?, ESQUECE ISSO....
      E A O "VELHA NEGRA MESMO" SEM FUTURO ALGUM.....BUSQUE NOVOS PASTOS.....ESSE AI JA QUEIMOU.....

      Excluir
    2. Gringo não é burro igual brasileiro. Na olimpíada, vai ser igual copa do mundo. Os gringos ficam em lugares simples com estadia barata de preferência perto da Lapa. Depois apenas bebem e pegam as brasileiras que vão atrás de gringo.
      Quem gosta de ostentar carro zero sem ter um tostão no bolso nem pra comer direito é brasileiro.

      Excluir
    3. O "reveillon" traz mais de 1 milhão de turistas, e a vida no Rio não muda. O mesmo ocorre no carnaval. Acreditar que os jogos olímpicos vão salvar o mercado imobiliário deve levar em conta que os visitantes estrangeiros vão aproveitar as Olimpíadas para comprar apartamento na planta.

      Excluir
    4. Concordo plenamente com o que o Anônimo14 de agosto de 2015 13:33 falou!
      Na Copa, vieram 3 suíços do ramo dos aplicativos se hospedarem na minha casa porque não queriam ficar ostentando $ para bandido brasileiro.

      Excluir
    5. Como ser ovelha negra do rebanho, se a Copa só mostrou a frustração de brasileiros inocentes que acharam que os gringos comprariam imóveis por aqui? Não é ovelha negra, é a ovelha mais perdida do rebanho.

      Excluir
  7. O negócio é aguardar até o final de 2016 psra ver se os preços terão realmente uma queda nominal. Por enquanto só com mta lábia e um pouco de sorte para achar alguma coisa com preço justo. Momento é de permanecer líquido.

    ResponderExcluir
  8. Mercado de imoveis aqui no bananal nao vira mais, ate 2022 pelo menos....serao negocios esporadicos....deixou de ser investimento. A NAO SER PARA MORAR E DORMIR MESMO......ESPECULATIVO JA ERA.Esse monte de "pombais" acabou com "o charme de morar em uma casa decente", e enfeiam as cidades.Simples assim...

    ResponderExcluir
  9. Tem que ter muito coragem pra investir em um "POMBAL COM UM MONTE DE ......",pois é o que estao mais encalhados, sao pombais com ate 25 andares.E ainda tem que pagar condominio."FALA SERIO=NAO COMPENSA....PENSEM BEM....

    ResponderExcluir
  10. Saí do Rj em novembro do ano passado.E acreditem a casa q eu entreguei está vazia até hoje.isso já faz 9 meses.

    ResponderExcluir