Total de acessos

Teste

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Portal G1: Com a crise, oferta de imóveis para alugar dispara e preços caem

Janelas que mais parecem classificados. De cima a baixo, lado a lado, aqui e ali o mesmo anuncio: “aluga-se”. As janelas são um termômetro do que está acontecendo no mercado de imóveis: tem apartamento vazio de sobra. É o que diz o sindicato da habitação. Principalmente porque, nos últimos anos, muita gente comprou para investir em locação. E também entraram no mercado os imóveis encalhados para venda

O mercado de imóveis anda passando por uma transformação. Com a economia do País desacelerada, quem tem imóvel para vender já percebeu. E muitos dos que precisam de um para alugar também.

Janelas que mais parecem classificados. De cima a baixo, lado a lado, aqui e ali o mesmo anuncio: “aluga-se”. As janelas são um termômetro do que está acontecendo no mercado de imóveis: tem apartamento vazio de sobra. É o que diz o sindicato da habitação. Principalmente porque, nos últimos anos, muita gente comprou para investir em locação. E também entraram no mercado os imóveis encalhados para venda.

“Muito proprietário que hoje tenta vender o seu imóvel está tendo dificuldade e aí, para não ficar com o imóvel parado e pagando as contas, ele está colocando também para locar”, explica o vice-presidente da Secovi, Leonardo Schneider.

Até test drive para venda
Um apartamento novinho, pronto para morar, está à venda, à espera de um dono. Mas, como anda difícil aparecer um comprador, a construtora apelou para o aluguel e oferece uma espécie de teste. Funciona assim: a pessoa aluga primeiro e, depois de morar um tempo, se quiser comprar, ganha desconto. “Esse cliente aproveita esse valor do aluguel para compra futura, limitado a 30 meses, os últimos 30 meses que ele vier a pagar”, diz o gerente comercial da construtora, Paulo Cesar Andrade.

No Rio, a quantidade de apartamentos para locação aumentou, em média, 50% desde 2014. Tem mais oferta e menos candidatos a inquilinos. “Essa questão de crise econômica que a gente vive está dificultando o mercado de locação e faz com que a procura seja menor”, destaca Schneider.

O apartamento da atriz Bruna Scavuzzi e do fotógrafo Ricardo Borges só virou endereço deles depois que o aluguel abaixou. “A gente chamava, assim, de ‘apartamento dos sonhos’, mas inacessível”, conta Bruna.

E eles não precisaram nem pedir desconto. “Pouco tempo depois, o proprietário ligou para a gente e falou que tinha baixado o preço. Baixou 10% já do valor”, diz Ricardo.

Agora, só falta desencaixotar a mudança e aproveitar o apartamento dos sonhos com um aluguel mais perto da realidade. “Já cabe no bolso”, diz o casal.

(Portal G1 - Jornal Nacional - Notícia - 30/09/2015)

VEJA VÍDEOS SOBRE O ASSUNTO AQUI NO BLOG OU PELO LINK

121 comentários:

  1. Mas o pessoal do HT não falou que o aluguel ia subir?

    ResponderExcluir
  2. Sim. 30% ao ano. No final do período os corretores se reúnem para reajustar a tabela.

    ResponderExcluir
  3. Não é bolha, é TRANSFORMAÇÃO

    kkkkkkkkkkk bom dia, mamãe dilma ama vocês todos.

    ResponderExcluir
  4. 51,29%
    51,29%
    51,29%
    .
    .
    .
    51,29% de aumento na oferta de imóveis para alugar no Hell de Janeiro

    ResponderExcluir
  5. Como não vende, colocam para alugar. Susse.

    ResponderExcluir

  6. “Muito proprietário que hoje tenta vender o seu imóvel está tendo dificuldade e aí, para não ficar com o imóvel parado e pagando as contas, ele está colocando também para locar”, explica o vice-presidente da Secovi, Leonardo Schneider.”

    ResponderExcluir
  7. Aí o proprietário descobre a dificuldade de alugar, pois, além de existir uma oferta grande, na cabeça dele o aluguel tá bolhudo ainda e não aceita proposta.

    ResponderExcluir
  8. Em cidades fora do grande foco da crise, ou seja, fora da Detroit brasileira, os alugueres ainda não caíram. Está acontecendo o momento de resistência.

    Segue Juiz de Fora:

    “283 estabelecimentos encerraram suas atividades este ano. Arrocho na renda e aumento de custos atingem empresas do Centro, bairros e shoppings”

    E são mais de 700 estabelecimentos se contarmos além do comércio.

    Um dos links mostra o fechamento de concessionária chevrolet, a cidade não tem nenhuma concessionária mais. E já teve 4 quatro.

    Segue links:

    “http://www.tribunademinas.com.br/comercio-sente-impacto-da-crise/”

    “http://www.tribunademinas.com.br/clientes-chevrolet-sem-concessionaria/”

    “http://www.tribunademinas.com.br/fechamento-de-negocios-cresce-30-por-cento/”

    Os alugueres não caíram, ainda, mas tem muito pra cair, pois não há renda, já que a cidade está fechando pra balanço.

    ResponderExcluir
  9. “As janelas são um termômetro do que está acontecendo no mercado de imóveis”

    E os postes/arvores ?????

    ResponderExcluir
  10. Não vendo
    Então alugo e espero valer um milho grande

    ResponderExcluir
  11. CVR

    Parente próximo conseguiu vender apto na ZS do Hell
    1,35 kk a vista
    105 m2, 3q, boa rua em bairro, digamos, AA da ZS do Hell (não é AAA), apto beeeem detonado
    Preço MÉDIO pedido em outros aptos no prédio: 1,9 kk (kkkkkkkkkk)

    Quase 13 k / m2
    Tem maluco pra tudo (e lavagem de dinheiro a rodo tb)
    Achei bem vendido dem

    ResponderExcluir
  12. á vale aquela lei que motumba quem vender patrimônio acima de 1kk com IR maior?

    ResponderExcluir
  13. Como as construtoras vão fazer p/ lidar com isso?

    ResponderExcluir
  14. Pelo visto “deturparam o SECOVI”… Os preços dos imóveis subirão para sempre SIM.

    *brick lover utópico

    ResponderExcluir
  15. Previsão
    Chegara o dia em que a renda anual do bananeiro que ganha salário mínimo chegará a um milhão.
    Porém será hora de cortar 3 zeros da moeda

    ResponderExcluir
  16. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    É muito desespero:

    “Jundiaí

    Investir em imóveis em Jundiaí é um ótimo negócio. O Portal Mega Corretor, que atua no mercado nacional com anúncios em todo o Brasil, sempre disponibiliza ofertas de imóveis na cidade paulista. Com preços acessíveis, em nosso site é possível encontrar casas, apartamentos, chácaras, sítios, fazendas e lotes de terreno para venda. Além disso, apartamentos, casas e salas comerciais também estão disponíveis para alugar pelos melhores valores.”

    “http://noticias.r7.com/dino/entretenimento/encontre-os-melhores-imoveis-para-compra-e-venda-em-jundiai-30092015″

    ResponderExcluir
  17. Vejam onde irão parar os imóveis vagos:

    “https://www.youtube.com/watch?v=2aNBLjxAAI0

    ResponderExcluir
  18. Baita negocio o que as construtoras estão fazendo.
    Estão dando de desconto os últimos 30 meses do valor pago em aluguel.
    Bom, ao fim deste período, o imóvel já é considerado usado e os bancos financiam apenas 50%.
    Mesmo que não alugassem o seria.
    Mais uma tentativa das Destrutoras segurarem o NABO, na esperança de que passados estes 30 meses o mercado imobiliario estará entrando em novo ciclo de alta.
    Só lamento.

    AVOA relação COND/VL ALUGUEL, Quero 1.

    ResponderExcluir
  19. Engraçado que os futuristas aqui não compraram na época de comprar e realizaram lucro na época certa.
    Analista de retrovisor é fácil.
    mimimi, tá caro. mimimi tô líquido. kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  20. Pra vender tem de ser na chom!

    ResponderExcluir
  21. CVR: AI MEU DEUS!!!!!!!!!!!!!!

    Que que eu faço com uma criatura dessas???

    Fulana já trabalhou como maldita. Hoje ganha bem, tem gasto de bolhista mas, mas, mas, é uma verdadeira 666.

    Há alguns anos eu falo que está chegando a grande crise. Como todos falamos aqui no blog. Sem novidade nisso.

    Mas a fulana quer comprar o imóvel pra morar, família fala o de sempre, que está na hora, que tem emprego bom etc.

    Um colega, bolhista, vendeu o que ele tinha e está vivendo de juros. E a fulana pergunta pra ele, pra mim, e a gente diz que não é hora de comprar.

    Eu fui além, vendo que ela já estava há uns anos com essa ideia, falei pra ver preços e dar 30% menos. Que ela faria negócio por esse preço, e não pelo preço pedido.

    Esses dias, indo com corvos e vendo imóveis, estes deploráveis cidadãos jogaram de estratégia de venda pra cima dela: que o apto que ela queria estava vendido, que o dela seria outro, que não baixavam de preço, que tinha fila. A coitada achou que ia perder chance de fazer bom negócio. Não dormiu. Chegou no dia seguinte, depois de muito negociar … afff … isso não é negociar, mas ela achou que foi … depois de muito conversar com os corvos eles falaram que ela deu sorte, pois o “dono” do apto que ela queria não tinha dado sinal, então não estava fechado, que ele iria lá tantas horas, mas se ela chegasse antes, o negócio poderia ser feito.

    Ela sai correndo do trabalho e me compra um apto, na planta, com um andar somente construído, previsão pra entrega só daqui a 2 anos. Isso isso isso.

    Sempre sai um otário de casa com dinheiro, o azar dele é quando encontra um esperto, e aí fazem negócio. Mais de 700 mil limpinhos. Afff …. 10 anos poupando pra isso. afff

    ResponderExcluir
  22. eus meu. O estoque de otarios nesse país é infinito .

    ResponderExcluir
  23. O estoque é infinito, o problema é que o dinheiro acabou faz tempo.
    e agora com mais outra enxurrada de aumentos soprando nas costas de todo mundo (combustível, energia, aumentos em consequência da variação dólar, etc), um monte de parcelinha deixa de caber no bolso.
    E outra: para quem tem filhos em idade escolar, mais aumento no começo do ano com o reajuste das mensalidades escolares.
    Tá ficando cada dia mais sinistro.

    ResponderExcluir
  24. Mexeu com o ego bananense. Se tem uma coisa que bananense adora é levar vantagem. E poder se vangloriar disso depois. O negócio deixou de ser a compra de um apê, e passou a ser a compra de um apê, “furando a fila de interessados”. Que depois vira uma conversa mais ou menos assim (em bananês colquial): “Tem que ver que sou bem relacionada… Dia desses consegui comprar um apartamento que tinha FILA de gente pra comprar, passando na frente de todo mundo. Tenho meus esquemas e meus contatos, né gente!”.

    ResponderExcluir
  25. é a bolha… bummmmmmmmmmmmmmmmmmm

    ResponderExcluir
  26. CVR:

    Ontem encontrei um amigo meu na rua.
    Ele tinha comprado um apê de mais de R$700k, com metade financiado.
    Falei muitas vezes pra ele que tinha uma bolha e que os preços iriam cair em breve, tão logo o crédito secasse (ou a demanda por crédito arrefecesse).
    Ele entrou nessa e vendeu o tal do apê por cerca de R$800k em 2013. Ele contou que o comprador pegou R$700k de financiamento (afff…).
    Enfim…
    Na conversa de ontem ele tava se gabando e satisfeito comparando a vida que ele tinha antes, quando pagava o financto. do apê, e agora, já o tendo vendido e estando líquido. Antes ele queimava reservas para fechar a conta do mês. Agora ele tem superávit, tendo confidenciado que só as Letras que ele tem (LCI/LCA) estão dando cerca de R$7k por mês. Concluiu que a vida dele no aluguél é muito mais farta do que quando ele era “dono” dos tijolinhos.
    Ele concluiu que hoje no mesmo médio já tem ofertas de R$600k. E pontuou sem dó que “se quer saber, Fernandão, 600 ainda tá caro!”
    Depois de ouvir o que ele disse (e muito satisfeito com o rumo positivo que um ex-bricklover deu na vida financeira), eu disse: “e vai cair ainda mais. A crise não vai perdoar a insensatez financeira de ninguém e nem desse mercado doente. Voltaremos a ver imóveis sendo negociados em troca de carros usados, tal como víamos nos anos 90.”
    “-Vamos tomar uma cerveja, já que passou das 18h? -Opa! Mas é claro!”

    ResponderExcluir
  27. Selo CVR positivo (joinha e sorriso) de valorização de 30% a.a.

    ResponderExcluir
  28. É PRA GLORIFICAR DE PÉ, IRMÃOS!

    Bolha explodindo os pombais.

    ResponderExcluir
  29. quantos bananenses venderam casas e apartamentos básicos já quitados, com custo de menos de 100 reais mensais de IPTU para dar de entrada num apê com terraço gourmet, uma piscina 2 X 3 e uma salica com 2 bikes ergométricas e dois colchonetes, alguns por mais de 1 milhão para pagar o restante em 30 anos……
    e hoje perdendo muito dinheiro……

    ResponderExcluir
  30. AGORA VAI!
    a bolha saiu no JN!!!
    Vejo corvos cometendo suicídio em massa kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  31. “Tá na bolha, ta na Globo”

    “Bolha, a gente vê por aqui".

    ResponderExcluir
  32. Calma gente. Quando sairem os balanços do 3 trimestre das construtoras o bicho vai pegar. #motumbosediverte

    Pombais, Corvos em prantos.

    ResponderExcluir
  33. Gente só passei para confirmar 13 com força em 2018, Lula salvador da pátria.

    ResponderExcluir
  34. Se o Bonner disse que existe bolha, quem sou eu para discordar???

    sqn sqn sqn sqn sqn sqn

    ResponderExcluir
  35. Não se se é verdade, mas dizem as lendas que o finado ACM teria dito certa vez que “aquilo que não aparece na Globo não existe no mundo”… Logo…

    ResponderExcluir
  36. A bolha está se resolvendo
    O país não

    ResponderExcluir
  37. Eu não sei quem foi o primeiro a dizer que a bolha seria o menor dos nossos problemas, mas merece um prêmio!

    ResponderExcluir
  38. Cara, impressionante como está ruindo tudo.

    [parafraseando o From the Tower]

    ResponderExcluir
  39. Sou um usuário recente no blog ( uns 4 meses) mas queria saber qual é a sensação de profetizar algo por anos com tudo mundo dizendo que vocês eram um grupo de loucos e isso virar realidade agora?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro anônimo, bom dia.

      O objetivo do blog nunca foi o de "profetizar", mas sim de alertar para um fenômeno já conhecido em todo o mundo (EUA, Espanha, Irlanda, Japão), inclusive no Brasil (vide a bolha dos flats no início dos anos 2000). Existe uma máxima no mercado que diz que "não existe almoço de graça". A fatura um dia chega...e tanto maior tenham sido os excessos, tanto mais "salgada" será essa conta...

      Ao contrário do que muitos pensam, não somos contra o mercado imobiliário, mas sim a favor de um mercado sustentável, onde vendedores e compradores possam ser beneficiados. Além disso, reconhecemos a importância do setor de construção para a economia do País, e lamentamos que a ganância, a mentira e a irresponsabilidade estejam hoje trazendo prejuízo e descrédito.

      Seguiremos firmes no propósito de informar nossos leitores.

      Agradecemos pela confiança.

      Um abraço,

      Observador

      Excluir
    2. Esse anônimo (10:01) precisa nos informar como é que ele, é só um usuário de 4 meses, "sabe" que o blog profetiza a bolha por anos e todo mundo dizia que o pessoal daqui era um grupo de loucos?

      Excluir
  40. O negócio de bolhudo acumulado tá aparecendo escancarado na televisão. Antes, só se falava em valorização, imóvel na planta: ótimo negócio; bolha não existia (era uma conversinha de uns revoltados, sem dinheiro); quem comprasse só teria vantagens ($$$$$$$$$$). Agora: alugue, se conseguir…
    Nuvens negras pairam na banânia.

    ResponderExcluir
  41. Sobre o tópico, próximo mês é a data base do meu aluguel. Pra variar, o IGP-M, dolarizado, vai salgar. Pago aproximadamente 70% do preço de mercado. Estava pensando em pedir para não reajustar, fazer um joguinho sem enfrentar, porque gosto da casa e do local e a mudança (3 aparelhos de ar condicionado), diluída em 12 meses, quase empata com o reajuste. Vcs acham que compensa ser mais incisivo na negociação? Me considero um bom inquilino, nunca atrasei em 2 anos e cuido da casa. Tô juntando pra um terreninho no auge da crise e subir meus tijolinhos. Ó duvida cruel. Ser 333 é f**a.

    ResponderExcluir
  42. Tente a tática do medo :

    Mostre que você é boa inquilina e não atrasa os aluguéis.
    Faça uma pesquisa em portais de redes imobiliarias mostrando o valor dos aptos na região
    Ressalte que ele terá que pagar aluguel e IPTU
    Mostre ele esse link da reportagem , BONNER falou tá falado não é?

    ResponderExcluir
  43. Bom, hj eu iria ver um apartamento para alugar na CM. Um apartamento muito bom e amplo pelas fotos, em uma área interessante do centro com um preço Zap abaixo do normal. Por motivo de trabalho tinha desistido de ir ver, não é que uma hora antes do marcado me ligam da imobiliária para confirmar dizendo que eu era o único que tinha marcado?

    Essa queda não surpreeende muita gente, mas desse jeito que está sendo, da forma rápida que está sendo, vem bomba e ainda temos um longo verão pela frente.

    Só uma observação qanto a reportagem…não foi 50% ou aumento de oferta, foi aproximadamente 100% de acordo com minhas anotações de ofertas do Zap nos bairros centro, botafogo e copacabana que eu uso como termometros por serem locais com tradicionalmente muitos apartamentos para alugar. Essa minha informação é viciada, só leva em consideração o Zap e 3 bairros, mas eu acredito mais nela no que nesses 50%.

    ResponderExcluir
  44. pouquinho.
    3 quartos sem garagem
    1 ano vazio, a imobiliária afasta os poucos que aparecem, são exigentes demais.
    ela está querendo alugar sem iimobiliária, eu dou a maior força!

    ResponderExcluir
  45. Pior é que o negócio todo ficou tão caótico que nem os profetas, provavelmente, arriscam prever o que acontecerá nos próximos anos – pelo menos daqui a quatro ou cinco anos, porque os próximos três até eu arrisco prever, e não vislumbro nada de bom. Nadica.

    ResponderExcluir
  46. CVR: Durante assembleia de condominio um representante da construtora (MORR3R) disse categoricamente que eles NÃO TEM DINHEIRO para repintar o prédio e dependem da venda das unidades restantes (30%) para fazerem os reparos necessários no condomínio (entregue há 1 ano!) e que o momento é extremamente difícil.

    ResponderExcluir
  47. Baixa o preço que vende, simples!!!

    ResponderExcluir
  48. Chame o ladrão.

    O que eles hoje recomendam é exatamente o que nos trouxe à situação lastimável em que estamos. Confesso que, apesar disso, meu lado cruel adoraria tê-los de volta no comando da política econômica. Seria péssimo para o país, mas divertidíssimo vê-los chamando o ladrão quando o caos se instalasse de vez.

    “http://www1.folha.uol.com.br/colunas/alexandreschwartsman/2015/09/1688177-chame-o-ladrao.shtml

    ResponderExcluir
  49. A volta no tempo das commodities

    Olhando nos gráficos o panorama, voltamos 6 anos no tempo!

    Ouro, prata, cobre, petróleo, gás natural, soja, trigo, milho e açucar, tudo de volta nos preços de 2009

    ResponderExcluir
  50. O “engraçado” é que todas elas estão juntas nos mesmos preços daquela época. Pode ser uma simples coincidência, mas pode ter “algo mais” por trás disso também, como você tem alertado para ficarmos de olho.

    Não vou arriscar qualquer palpite, até porque comecei a estudar sobre as commodities muito recentemente, mas que é um fato interessante, isso é.

    ResponderExcluir
  51. Programa do Ronnie Von
    Programa 29/05/15

    Chamou um economista e este economista falou:
    “Preços dos imóveis não vão se sustentar e vão cair”

    Esse ee bolhista!

    ResponderExcluir
  52. Só digo uma coisa, paguem meus juros.

    ResponderExcluir
  53. CVR que tem vários aspectos

    1 – Conhecido meu morava em Taguatinga, uma região administrativa do DF. Tem uma casa bacana. Em outubro do ano passado estava na porta de casa e foi vítima de roubo. Reagiu e quase morreu junto com sua família. Não morreu pq a arma falhou. O menor autor ficou um mês preso. Os maiores pegaram 4 anos. Vão ficar no máximo um ano e meio em regime fechado. Crime grave e penas assim. Brasil um dia vai? Vai, vai piorar.

    2 – A família ficou traumatizada e não quer mais morar em casa. Alugaram um apartamento. Desde novembro do ano passado está tentando vender. Inicialmente por 550.000. Agora por 500.000. Meio milhão pra morar em Taguatinga??? O proprietário reclamou que não consegue vender. Ninguém tem dinheiro pra pagar a entrada. Disse que agora vai tentar alugar por 1.600. Tá caro.

    3 – Esse meu conhecido disse que agora está menos apegado aos bens materiais. Vive em um apartamento bem menor que a casa e que a família está feliz. O trauma fez repensar a forma de viver.

    Vivam bem. Não espere a velhice chegar ou passar por um trauma pra buscar um modo de vida mais saudável e prazeroso. Sejam bolhistas mas se permitam pequenos prazeres cotidianos e grandes experiências. Não adianta receber juros e nunca usufruir.

    ResponderExcluir
  54. O que R$1.600 de aluguel para ser assaltado na porta de casa???

    Se o dólar opressor ainda tivesse R$2 compensaria morar em uma Kitnet em Miami
    SQN!!!

    ResponderExcluir
  55. Bixo, eu já vi casa em tagua sendo vendida por 1 milhão de reais.
    Isso mesmo, 1 MILHÃO DE REAIS, casa LIXO, toda na ceramica antigona, armários horríveis nem condomínio fechado é.

    Com 1 milhão de reais eu alugava um ap na asa sul/norte e ainda ficava com 5 mil liquidos tranquilamente.

    Os caras são completamente FORA da realidade.

    ResponderExcluir
  56. “O secretário da Fazenda de Salvador, Paulo Souto, responsabilizou a crise econômica brasileira pelo aumento da inadimplência do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e também pela queda de 25% na arrecadação do Imposto sobre a Transmissão Inter Vivos de Bens Imóveis (ITIV), de janeiro a agosto deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado.

    O secretário apresentou nesta quarta-feira, 30, o relatório fiscal do segundo quadrimestre de 2015, que apontou uma queda real (descontada a inflação) de 2,68% no total das receitas do Município.

    De acordo com Souto, dos contribuintes que não optaram pela cota única e resolveram parcelar o IPTU, 7 mil não haviam pago o tributo em janeiro. Em agosto, o número de inadimplentes foi de 25 mil. “Estamos falando de gente que tem o hábito de pagar”, disse o secretário.

    Sobre o ITIV, o titular da Fazenda municipal disse que, em meio à crise, “ninguém faz lançamento novo” no mercado imobiliário. “O lançament

    ResponderExcluir
  57. Só fazem LIXOS. Para mim, podiam fechar todas. Vai ser uma “limpa” no mercado….

    ResponderExcluir
  58. Atenção para os Corvos do blog
    Os Corvos, age igual comercial de sabão em pó hoje em dia:

    Poderia dizer apenas que “o sabão CORVO lava mais branco”, mas ele prefere dizer que “se os seus filhos se sujarem eles aprendem mais e vão ser diretores de empresa”

    Então atentos, não usam mais o “agora é o melhor momento de comprar imóvel”, e sim:
    “numa casa maior seus filhos vão poder correr”, ‘vai que você morre amanhã, não é melhor deixar uma casa pra viúva”, “nada como dizer a seus colegas de trabalho que moram de aluguel que você tem casa própria”, “conheço uma pessoa que investia em LCA e morreu atropelado”, etc………

    ResponderExcluir
  59. “eu sei que tem bolha, que o mercado está travado e que os preços podem despencar, mas eu tive que comprar agora um imóvel bolhudo lindo por causa de pressão da patroa, sabe como é, meu amor por ela é maior do que qualquer retorno de investimento…”

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele vai ver o amor acabar rapidinho quando se passarem 3 meses que ele não pagar a prestação.

      Excluir
  60. taxa de vacância dos imóveis para locação é recorde.
    mas as coisas estão bem piores do que parecem…..

    1- diferente de outros tempos, hoje temos quase 58 milhões de CPF negativados, ou seja, uma legião de locatários ou fiadores fora do mercado por estarem com o nome sujo.
    em contrapartida, imóveis coletivos com diversos quartos e cozinha com valor médio de R$ 700 nas periferias a procura é gigantesca. Sem consulta no SPC, basta apenas três meses de depósito para “cair para dentro”.
    Enquanto isto, imóveis tradicionais próximos ao centro destinados para locação com contratos formais “as moscas” e despencando de preço.

    2 – grandes centros urbanos e cidades com grandes parques industriais, como a Grande São Paulo, a quantidade de massa de locatários, hoje desempregados, voltando a cidade de origem para morar com a família é gigantesca.

    estas variáveis difíceis de calcular, piorando cada vez mais o cenário imobiliário atual.

    ResponderExcluir
  61. Olhem o lado, 2016 vai ser pior!

    ResponderExcluir
  62. CVR

    Conhecido do local onde trabalho, fp, sempre passa para um cafezinho. Acabou de se aposentar e parte dos recebimentos, R$ 7k estava na conta dele.

    Little talks pra cá e pra lá, ele me solta:

    – Esse dinheiro vou deixar na poupança, para emergências. Meu filho precisa desse dinheiro, mas já pedi no rh pra liberar um empréstimo (consignado) no bb.

    Me deu dor no coração porque o senhor é muito simples, mas nao consegui o convencer.

    Coincidentemente o apelido dele na empresa é motumbo (por outros motivos torpes, ).

    Semana passada ele tomou umas, bateu o carro (60 parcelinhas, sem seguro) na traseira de um onibus, soprou o bafometro, 800 lulas de fiança, 2k de multa…ainda nao caiu a ficha que vai suspender a carta…

    Finalizando…ele foi “inteligente”…o dinheiro da poupança está servindo para essa emergência.

    Motumbo está brincando de pirocóptero atrás dele, coitado

    ResponderExcluir
  63. Sim!! Cadê o pessoal que dizia que a procura pelo aluguel ia aumentar, logo o preço ia subir? Cadê?

    Ou os corvos dizendo 30% a.a. kkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  64. O que acho mais interessante é falarem que a demanda vai aumentar. Na verdade quem iria comprar casa e não vai mais por certo já estava no mercado como locatário. É como se o ixperto dissesse o seguinte: eu pago aluguel e não tenho casa própria; estava pensando em comprar uma casa mas não vou mais; agora a demanda vai aumentar porque vou continuar alugando. ????? Raciocínio desses caras é de dar nó na cabeça.

    ResponderExcluir
  65. Resposta que dei a um corvo e proprietário que se negou a negociar comigo:

    Obrigado por responder, 666!
    Eu sou de ... e futuramente vou me mudar para a região de .... Mas vou esperar os preços baixarem mais.

    Avise ao proprietário que R$3.500,00 por m² é fora da realidade. Quando chegar aos R$2.500/m² aí valerá à pena.
    Se não chegar, no começo de 2017, vão estar os mesmos R$350 mil ou menos, aí a inflação de 10% ao ano corrói esse valor de R$3500/m² pra mim.

    Fica a dica.

    ResponderExcluir
  66. Sobre o tópico. É incrível como a mídia de massa tem um enorme delay para passar as informações. Só falam quando a coisa está mais que consolidade. Há quanto tempo comentamos aqui no blog sobre o aumento de plaquinas na janela, maior tempo de vacância, crescimento de oferta, etc, etc.

    Quem se baseia no que a grande mídia fala para tomar decisões pessoais, está lascado. Vai sempre perder o timin

    ResponderExcluir
  67. tem tanto tempo que nao assisto jornal da globo que nem lembro da cara de fátima bernardes. ops… esqueci

    Mas, viva a bolha e corvos morrendo.

    ResponderExcluir
  68. http://temas.folha.uol.com.br/vila-mariana-campo-belo/noticias/edificios-novos-vem-com-areas-de-lazer-cada-vez-mais-inusitadas.shtml

    Edifícios novos vêm com áreas de lazer cada vez mais inusitadas

    TAÍS HIRATA
    DE SÃO PAULO

    Um totem de sinalização indica a direção de cada atrativo do edifício: para a esquerda, a “praça do luau” e a “praça de chegada”; para a direita, o “pet place”, junto à “pista de caminhada”.

    “Vish, essa aqui eu não sei falar o nome”, diz, constrangido, um funcionário do edifício Biografia Mariana, da Odebrecht Realizações Imobiliárias (OR), quando a reportagem pergunta a alcunha de um dos espaços, onde dezenas de vasos de orquídeas estão dispostos diante de poltronas de jardim. O nome é “green house”.

    Não adianta mais só piscina e playground. Para chamar a atenção dos futuros moradores, edifícios novos vêm equipados com áreas de lazer cada mais inusitadas.

    Os nomes, muitas vezes curiosos, são uma forma de “trazer um lado emocional para um lugar que, às vezes, as pessoas podem não dar valor”, explica Juliana Monteiro, diretora da OR.

    Os atrativos são considerados importantes na hora de atrair compradores. “São um fator de desempate”, diz o diretor de incorporação da Cyrela São Paulo, Piero Sevilla.

    Além disso, uma academia equipada ou um espaço de lazer para crianças pode poupar o morador de deslocamentos desnecessários. “Quanto mais coisas dentro do condomínio, menos preciso sair”, diz Lucas Tarabori, diretor da Gafisa.

    Dentro dos ‘edifícios-clube’, os cães têm lugar garantido: “dog walk”, “pet place” e “agility dog” são alguns dos espaços onde eles podem brincar ou mesmo fazer suas necessidades em um cantinho mais reservado.

    Os ambientes gourmet também são praxe: terraços, salões ou ‘gardens’ com mesas para jantares de maior porte ou cozinhas equipadas. “Acaba sendo uma extensão da casa”, diz Juliana.

    Outra tendência são áreas verdes que ganham alcunhas como “jardim das frutíferas” ou “praça dos aromas”, onde o morador pode colher frutas direto do pé.

    Mesmo atrativos, é preciso calcular o custo-benefício dos diferenciais. “Isso tudo encarece o condomínio, é preciso avaliar se serão de fato usados”, diz Alessandro Francisco, professor de economia da construção civil da Faap.

    Para o gerente de vendas da Lello Igor Freire, os espaços são uma tentativa de aproveitar pequenas áreas que antes ficavam ociosas. “No meu prédio, fizeram um ‘caminhozinho’ do lado da garagem e disseram que era o caminho do cachorro.”

    Para ele, o investimento dá resultados. “O consumidor está disposto a pagar mais por isso”, resume Freire.

    ResponderExcluir
  69. como a vida mudou tão rápido….
    a pouco mais de um ano, antes do 7 X 1, muitos brasileiros estavam felizes por estarem conseguindo comprar imóvel, carro novo, roupas, eletrodomésticos, etc
    no cenário de hoje, o brasileiro que consegue ao menos se manter no emprego e pagar as dívidas já se sente um felizardo……

    ResponderExcluir
  70. Eu quero é que se explodam, e paguem meus juros

    ResponderExcluir
  71. Tópico

    Custo para financiar imóvel pela Caixa cresce até R$ 160 mil em 2015

    Hugo Passarelli – O Estado de S. Paulo

    01 Outubro 2015 | 07h 00
    Banco estatal sobe pela terceira vez no ano as taxas de juros do crédito habitacional; veja as simulações

    Caixa já elevou os juros três vezes em 2015

    Caixa já elevou os juros três vezes em 2015

    Relacionadas

    Preço de imóvel em SP dobrou em 40 anos
    Com queda nos preços, aluguel de imóvel em SP amplia vantagem sobre compra
    Preço dos imóveis tem queda em 20 bairros de São Paulo em 2015

    A nova rodada de aumento dos juros da casa própria financiada pela Caixa Econômica Federal começa a valer nesta quinta-feira, 1º. Uma simulação da associação de consumidores Proteste mostra que o encarecimento do crédito desde o início do ano pode significar numa diferença de até R$ 160 mil para o consumidor.

    O reajuste em vigor a partir de hoje, o terceiro realizado em 2015, engloba só o crédito com recursos da poupança. As linhas do Minha Casa Minha Vida e com uso do FGTS foram preservadas.

    A Caixa diz que o aumento reflete a elevação da Selic, referência para as demais taxas de juros da economia, atualmente em 14,25% ao ano. Em janeiro, a taxa era de 12,25%. Também pesa sobre o financiamento de imóvel a retirada de recursos da poupança, a principal fonte de financiamento para o setor.

    A Proteste considerou apenas os imóveis novos na simulação. Em maio, a Caixa alterou os limites de financiamentos para unidades usadas, o que inviabiliza a comparação com as condições do crédito em 2014.

    O levantamento mostra que, para os imóveis enquadrados no SFH (Sistema financeiro de Habitação), os juros aumentaram até 1,25 ponto porcentual de 2014 para cá. Essa categoria inclui as unidades com preço de até R$ 750 mil para os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal e de até R$ 650 mil para o resto do País.

    Já os financiamentos pelo SFI (Sistema de Financiamento Imobiliário) – destinado para imóveis de mais de R$ 750 mil para em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal e acima de R$ 650 mil nas demais localidades – tiveram os juros elevados em até 2,3 pontos porcentuais.

    Para um imóvel de R$ 400 mil, o encarecimento no custo para financiar uma casa própria pode significar uma diferença de até R$ 41.067,35 ao longo de todo o período de financiamento. Em outra simulação, para uma unidade no valor de R$ 800 mil, o consumidor pode pagar R$ 160.035,00 a mais após todos os aumentos

    ResponderExcluir
  72. Sequencia dos fatos :
    1-comprou na planta para lucrar na entrega
    2-pos a venda e não conseguiu vender , abaixa 10%
    3- não conseguiu vender, poe para alugar
    4- não conseguiu alugar, abaixa 10%
    5- não consegue alugar
    6-??????????

    O que fazer agora ?

    ResponderExcluir
  73. Baixou o preço, não vendeu, baixou o aluguel, não alugou, só resta baixar as calças

    ResponderExcluir
  74. ~ v.a.i. t.e.r. q.u.e. b.a.i.x.a.r. m.a.i.s. ~

    ~ b.o.l.h.u.d.o.s ~ CORVOSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  75. com a falta de sorte desses proprietários bem capaz de até o motumbo brochar na hora H

    ResponderExcluir
  76. Olha mais um alfinete aí:
    Condomínio: pagamento em atraso sobe para 25%
    Na avaliação de especialistas, a situação é preocupante, uma vez que contribui para o desequilíbrio financeiro
    “http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/negocios/condominio-pagamento-em-atraso-sobe-para-25-1.1399595″

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só Condomínio caro !!! 500 Reais pra cima, praticamente um Aluguel Eterno.

      Excluir
  77. Lula presidente.

    Assim que anunciar que será mesmo candidato, haverá euforia:
    1- dólar baixa
    2- preços de imóveis sobem mais
    3- governo interrompe o minúsculo ajuste fiscal, esperando o retorno do salvador
    4- o bananense fica aliviado, seus problemas estão com os dias contados

    “http://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2015/10/1688684-lula-estuda-se-lancar-como-pre-candidato-a-presidencia.shtml

    ResponderExcluir
  78. Vai? Ja foi? Ou vai continuar indo?

    “A Caixa Econômica Federal começa a cobrar novas taxas no financiamento da casa própria nesta quinta-feira (1º). É a terceira vez neste ano que o banco aumenta os juros dessas linhas de crédito.”

    fonte: http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2015/10/01/juros-para-financiamento-da-casa-propria-da-caixa-sobem-a-partir-de-hoje.htm

    ResponderExcluir
  79. CVR- Tô Levando uma Motumbada

    Inquilina me devolveu apartamento mês passado… Imobiliária ligou que estava recalculando o aluguel para anunciar.. Avisei que não precisava recalcular nada, apenas anunciar pelo mesmo preço de antes…
    Em paralelo, comecei a agitar meus anúncios próprios (OLX, Faices… etc), não ligo de locar direto, sem imobiiária..
    Também resolvi anunciar o bolhudinho para venda…

    O aluguel é o mais barato do condomínio, já teve umas 30000 visitas, nenhuma proposta….
    O anuncio de venda teve 17 visitas…

    Negócio esse mês é arcar com despesas do imóvel fechado…

    Pelo menos sou um propriotário que não precisa locar, não precisa do dinheiro (IRONIC ON)

    ResponderExcluir
  80. VENDA – R$ 210.000,00 (Fora o choro.. hehe)
    LOCAÇÃO – R$ 830,00

    ResponderExcluir
  81. Na minha humilde opiniao: o grande desafio atualmente não é alugar, mas sim encontrar alguem que tenha capacidade de honrar os pagamentos em dia.

    Pois, pior do que manter o imovel fechado é ter alguem morando de gra

    ResponderExcluir
  82. Eu vendo fx.3, então o cliente financia com a caixa e daí recebo… Não é direto do governo.
    Colegas que fazem fx1 tão ferrados, pelo menos 4 meses de atraso nos recursos…

    Eu para receber não mudou nada ainda desde que comecei em 2009… Assina contrato, registra no nome do comprador, devolve na caixa, 2 dias dinheiro liberado.

    Estamos tendo um pouco de dificuldade na avaliação da caixa.. ela está avaliando acima do valor de venda(acredite), o quê muitas vezes, faz o imóvel sair do programa MCMV… Aí tem que fazer o processo tudo de novo… Gasta uns 30 dias a mais…

    ResponderExcluir
  83. A bolha criou um desarranjo no mercado imobiliário que transbordou para o comércio.

    ResponderExcluir
  84. Já estou vendo terreno mais caro do que terreno maior com casa construída

    ResponderExcluir
  85. Os “investidores” descobriram que o “investimento” não deu lucro, ao contrário, tá dando prejuízo. Como não conseguem passar o pepino adiante, acham que vão tirar as perdas em cima de algum inquilino otário. Não vão. No máximo perderão menos alugando por um preço justo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. INVESTROUXAS ISSO SIM....COM UMA BAITA MANDIOCA NO RABO...E PRA DESCASCAR AINDA KKKK

      Excluir
  86. Venda: 500k
    Aluguel: 2.500
    NÃO VENDE NEM ALUGA.
    Tá chegando a hora de baixar para 250K , 2.500 garantido sem encheção de saco.

    ResponderExcluir
  87. Juros para financiamento da casa própria da Caixa sobem a partir de hoje

    O Sistema Financeiro Habitacional (SFH) regula a maioria dos financiamentos imobiliários no Brasil. Para se enquadrar neste sistema, o imóvel deve custar, no máximo, R$ 750 mil em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal. Nos outros Estados, o limite máximo do imóvel é de R$ 650 mil.

    Para quem não é cliente do banco: passaram de 9,45% para 9,9%;
    Para quem tem conta no banco: eram entre 8,8% a 9,3%; subiram para entre 9,3% e 9,8%;
    Para servidores públicos: eram entre 8,8% a 9,3%; subiram para entre 9,3% e 9,8%.

    *http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2015/10/01/juros-para-financiamento-da-casa-propria-da-caixa-sobem-a-partir-de-hoje.htm

    ResponderExcluir
  88. Dólar a R$ 5, PIB caindo 4%? Brasil ainda vai piorar muito antes de começar a melhorar – InfoMoney
    ‘http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/4316260/dolar-pib-caindo-brasil-ainda-vai-piorar-muito-antes-comecar

    Já vi essa frase em algum lugar… só não lembro onde.

    ResponderExcluir
  89. “Custo para financiar imóvel pela Caixa cresce até R$ 160 mil em 2015

    HUGO PASSARELLI – O ESTADO DE S. PAULO
    01 Outubro 2015 | 07h 00
    Banco estatal sobe pela terceira vez no ano as taxas de juros do crédito habitacional; veja as simulações”

    “http://economia.estadao.com.br/noticias/seu-imovel,custo-do-financiamento-de-imovel-pela-caixa-aumenta-ate-r-160-mil-em-2015,1772207″

    ResponderExcluir
  90. “Para um imóvel de R$ 400 mil, o encarecimento no custo para financiar uma casa própria pode significar uma diferença de até R$ 41.067,35 ao longo de todo o período de financiamento. Em outra simulação, para uma unidade no valor de R$ 800 mil, o consumidor pode pagar R$ 160.035,00 a mais após todos os aumentos “

    ResponderExcluir
  91. CVR

    Acabei de ver por acaso, no começo de 2013 eu cheguei a comprar umas NTN-B’s 2035 por R$950,00.
    Hoje estão a R$670.

    Renda Fixa Pré-fixada = Perda Fixa

    ResponderExcluir
  92. Esse é o custo por acreditar que as coisas vão melhorar e que não tem como piorar.

    Eu estou convicto na minha estratégia: aguardar juros reais ref. ao fim de 2008.
    A conferir

    ResponderExcluir
  93. A PDG ja faliu? falta quanto tempo?

    Acho que ninguém sabe o que é PDG, já foi extinta kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  94. Companheiros aqui é o 9dedos, quero dizer a todos vocês que apertem 13 com força para que eu possa voltar com tudo em 2018 e salvar o país.

    ResponderExcluir
  95. chuta o corvoooooooooooooo

    ResponderExcluir
  96. Renda de até 1499,00 = capacidade de comprar imóveis de até 45.000,00.

    Achar que esse pessoal vai fazer fila para comprar os LIXOS da MRV e afins por 150 a 200k é uma acid trip das boas….

    ResponderExcluir
  97. TEMPESTADE PERFEITA

    “Mercado imobiliário vive ‘tempestade perfeita’
    Estadão ConteúdoPor Lucas Hirata | Estadão Conteúdo – 45 minutos atrás”

    “https://br.noticias.yahoo.com/mercado-imobili%C3%A1rio-vive-tempestade-perfeita-132400923–finance.html”

    ResponderExcluir
  98. “As incorporadoras brasileiras enfrentam um cenário de “tempestade perfeita”, diante da deterioração de indicadores macroeconômicos e de crédito, afirmou a agência de classificação de riscos Fitch.”

    “A agência de classificação de risco também prevê que os distratos de imóveis permaneçam elevados no segundo semestre de 2015, pressionados pelo grande volume de entregas de projetos, em meio a condições macroeconômicas mais desafiadoras. Ao todo, os cancelamentos de vendas nas 11 companhias acompanhadas pela entidade somaram R$ 3,6 bilhões ou 40,5% das unidades vendidas no primeiro semestre do ano.
    A relação entre distratos e vendas brutas é pior que os resultados registrados em igual período do ano passado, quando o indicador estava em 29,3%.”

    ResponderExcluir
  99. CVR

    Grande do setor de TI, nível nacional, que já vinha sofrendo o baque que a Lava Jato desencadeou na cadeia de prestadores da PTbras, mandou 30 embora recentemente. Do meio pra cima. Gente com currículo pesado, mas que agora tá no olho da rua.

    Mas o que importa é que a Luiza Tratante mandou acabar com a onda de pessimismo.

    E segue o ente

    ResponderExcluir
  100. Olha, sou corretor de imóveis, e penso da seguinte forma: Quando o governo abriu as rédeas do crédito imobiliário em 2008, houve uma loucura generalizada de aumento de preços dos imóveis, em função das oportunidades e facilidades de venda destes, e esse aumento realmente foi ilusório, porque os imóveis nunca valeram o que se pede, como hoje não valem, principalmente nas capitais. Como todo o tipo de mercado, se tem crédito, os oportunistas aumentam o preço. Se não tem, obrigatoriamente, com uma demanda mais de produtos para venda, o preço cai. É assim, com os imóveis, é assim com as bananas. O que ocorre é que, realmente, o mercado imobiliário hoje cai na realidade da necessidade de uma adequação de valores, voltando ao que ele realmente deve valer, e não ao ilusório criado pela facilidade de crédito do governo. Tudo andava bem no mercado, de forma pausada, antes do tal minha casa, minha vida, que abriu as porteiras da inadimplência. Quem se lembra dos incentivos para compra de carro, TV de tela plana para ver os jogos da copa, linha branca com redução de IPI e tudo o mais. Bem, isso injetou um dinheiro na economia, mas em contrapartida, aumentou o individamento das famílias. Se vocês entrarem na lista de imóvel à venda pela Caixa Econômica Federal, por exemplo, os dos clientes inadimplentes, verá que nunca se teve tanto retorno e despejo como agora. Então, isso só demonstra o seguinte: o fracasso desse plano econômico, que se apresentou em um prazo relativamente curto, incapaz de manter o crédito rodando permanentemente, e como consequencia disto, todos os mercados principais hoje estão indo à bancarrota

    ResponderExcluir
  101. Engraçado você estuda pra caramba para ter uma renda que te permita ao menos viver com dignidade e comprar um teto pra chamar de seu e quando chega lá descobre que para ter teto bastava continuar na miséria de receber até dois salários mínimos para ser “contemplado” com um cafofo em um programa como o MCMV porque tudo mais ficou tão caro que ninguém em sã consciência se sujeitaria a financiar até perder de vista com uma taxa de juros igual a da BNN. Sei que isso não tem muito a ver com a discussão aqui, mas, como diz o Cirilo…”só quis dizer”.rs

    ResponderExcluir
  102. Se a FipeZap fala em queda “justa” de 23% é porque a queda justa é de 77%. Índice criado para enganar, gostaria de vê-los todos no olho da rua.

    ResponderExcluir
  103. Só notícias boas! Que tal essa:

    União pode adiar 3ª fase do Minha Casa

    “http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/economia/20150908/uniao-pode-adiar-fase-minha-casa/296613″

    E viva a bolha com lula 2016

    ResponderExcluir
  104. “União pode adiar 3ª fase do Minha Casa Minha Vida

    MURILO RODRIGUES ALVES – O ESTADO DE S. PAULO
    08 Setembro 2015 | 02h 03

    Indefinições sobre origem dos recursos que vão viabilizar programa habitacional podem comprometer anúncio previsto para quinta
    Diante da frustração de recursos e da indefinição do orçamento de 2016, o governo pode ser obrigado a postergar o anúncio da terceira etapa do Minha Casa Minha Vida. Pelo Twitter, a presidente marcou para quinta o anúncio da nova fase do programa de habitação. No entanto, fontes da construção civil, dos ministérios e dos bancos disseram que o governo não conseguiu bater o martelo sobre os novos parâmetros e que o lançamento deve ser adiado ou ficar mais “discreto”.”

    Uma das razões é que, por mais que a presidente afirme que os cortes dos gastos não vão atingir programas sociais como o Minha Casa Minha Vida, não há dinheiro para contratar novas moradias para a faixa 1 do programa até segundo semestre de 2016. Para as famílias mais pobres, que ganham até R$ 1,6 mil, 95% do imóvel é bancado com recursos públicos. O orçamento do programa de 2016 aloca a maior parte do dinheiro para pagar as obras que já estão em andamento. O ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, disse que as contratações da nova fase vão ser feitas em “velocidade menor”.”

    ResponderExcluir
  105. Gente Quando começa a quebradeira? Ainda este ano?
    E dá para estipular qual seria o impacto nos preços do mercado?

    Corvos em desespero.

    ResponderExcluir
  106. Do nada lembrei de quando o Silvio Santos dava Casas no valor de R$ 30.000 na tele sena. Se fosse hoje falia o hoem do baú.

    ResponderExcluir
  107. Comprava tranquilamente.
    Agora quando a Magazine Luiza fala que cada casa do condomínio é 200k o pessoal acha pouco. kkkkk (promoção vigent

    ResponderExcluir
  108. “A queda drástica no volume de financiamentos realizados por meio do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) refletiu diretamente na forma como trabalham as imobiliárias mineiras. Se antes o corretor estava focado na captação e na venda do imóvel, hoje cabe a ele uma série de novas funções. Trata-se de uma verdadeira mudança de perfil do profissional. A quantidade de autônomos trabalhando em algumas redes também foi reduzida, segundo especialistas do setor. Por outro lado, para ganhar mercado, as redes estão ampliando o nicho de atuação.

    Em julho deste ano houve uma queda de 42,7% na quantidade de empréstimos, quando comparada a igual mês do ano passado. A retração do sistema financeiro, que ficou mais seletivo na concessão de financiamentos e derrubou as vendas de imóveis, fez com que o mercado se adequasse à nova realidade do país, conforme afirma o diretor de Desenvolvimento Profissional da Câmara do Mercado Imobiliário e Sindicato das Indústrias do Mercado Imobiliário em Minas Gerais (CMI/Secovi-MG), Eduardo Drumond Brito Vieira.”

    “http://www.hojeemdia.com.br/noticias/economia-e-negocios/imobiliarias-reduzem-terceirizados-e-valorizam-corretores-especializados-1.345437″

    ResponderExcluir
  109. 30% A.A,,,,,,,, DE DESVALORIZAÇAO KKKKK

    ResponderExcluir
  110. No rio de janeiro os preços continua o mesmo desconto só de 5% se não vender o proprietário aluga barato nem que seja pra pagar o condomínio aqui não tem moleza

    ResponderExcluir
  111. É tá feio o negócio, será que ainda piora muito? Aqui Em Curitiba esta cheio de placas aluga-se e vende-se...
    Aproveitando, parabéns pelos artigos bem escritos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve piorar, os corvos que tinham esperança em 2016 podem chorar, quem da sabe 2019, é fato aqui em Curitiba tá sobrando imóveis para vender ou alugar

      Excluir
  112. Isso quer dizer que quem alugava esses imóveis hoje tem casa própria e não precisa mais pagar alugueis com valores absurdos..

    ResponderExcluir