Total de acessos

Teste

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Vídeo: Encalhados, imóveis usados têm descontos cada vez maiores

"A gente tá fazendo de tudo: dá desconto, aceita carro, tudo pra facilitar a venda, mas não está fácil", diz um proprietário

Além de estar mais difícil conseguir financiamento, está ainda mais difícil achar gente disposta a comprar. São placas e mais placas de "Vende-se" por todos os lados, e muitas delas fazendo aniversário. 

Muitos proprietários estão dispensando até o corretor para não pagar a taxa de corretagem, e aceitando desde imóveis de menor valor, até carro e moto no negócio:

"A gente tá fazendo de tudo: dá desconto, aceita carro, tudo pra facilitar a venda, mas não está fácil", diz um proprietário. 

Segundo uma pesquisa sobre o mercado imobiliário, mais da metade dos consumidores esperam uma queda ainda maior dos preços ao longo deste ano.


VEJA VÍDEOS SOBRE O ASSUNTO AQUI NO BLOG OU PELO LINK

22 comentários:

  1. A teimosia continua. Vamos ver até quando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, onde moro até agora não houve queda nos preços,apenas há oportunidades uma aqui outra ali. Queda generalizada ainda não.

      Excluir
  2. vocêis corvos e vendedores,achavam que seus pombais valiam muito dinheiro,agora estão vendo a verdeira realidade, os preços dos imóveis foram todos super faturados, na verdade seus otários agora vocêis estāo vendo a bolha imobiliaria.

    ResponderExcluir
  3. Enquanto os preços não voltarem a normalidade será difícil se desfazer do bolhudo (imóvel).

    Apto de R$ 300K sendo vendido a R$ 800K vai ficar parado mesmo!!!

    ResponderExcluir
  4. A verdade e a lógica dos preços implicam em redução de 30 a 50% nos preços praticados hoje, não adianta maquiagem, facilidades, parcelamentos se não atingir esses patamares.
    Mesmo reduzindo, será difícil de vender, como historicamente sempre foi num mercado normal.

    ResponderExcluir
  5. O credito já voltou na caixa e no Bradesco conforme reportagem no RJ TV hoje juros de 7,5% ao ano ..

    ResponderExcluir
  6. Será que os mutuotarios vão voltar ?

    ResponderExcluir
  7. Na chom, quero na chom!

    ResponderExcluir
  8. Doce ilusão achar que irá cair 50%. Neste ano no máximo 10% ( já considerada a inflação). Depois disso irá prevalecer os custos do empreendimento mais as margens de lucro. Não a espaço para tanta queda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. Nunca vejo preço de casa cair. Só anda pra frente. Casa que vale 300.000,00 o proprietário pede 700.000,00 e vende por 500.000,00 com desconto. Barato mesmo só na roça.

      Excluir
    2. Pois é de 2014 pra cá tá subindo muito, demais (30% ao ano). Papo de corretor ou de investidor.
      Até em anúncio que os preços são maquiados já se percebe redução.
      Adequação não acontece em apenas um ano. Leva tempo.
      Viva o rentismo!!

      Excluir
    3. Kkkkkkkkkkk...
      Por aqui tá todo mundo resolvido, posicionado, decidido...
      Ninguém é obrigado a baixar nada, fiquem com seus tijolos de ouro que ficamos com nosso dinheiro, é simples assim...
      Sejamos felizes...

      Excluir
    4. Se ninguém baixa, ninguém compra, então ninguém vende, simples assim.

      Excluir
  9. Tá tiozinho da reportagem eu vou comprar seu imovel, mais eu quero 90% de desconto.

    ResponderExcluir
  10. A queda real será bem superior a 10%. Aposto em mais de 15% de queda nominal média, só em 2016, à qual se somará a inflação de mais de 10%.
    Falta liquidez ao mercado. Quem precisa vender vai ter de se adequar à atual conjuntura. Notem que o crédito imobiliário encareceu mais de 20% no BB e na Caixa em 2015. Só isso já pressiona os preços para baixo, já que a parte financiavel ficou menor.

    ResponderExcluir
  11. A verdade é quem comprou na planta, grande parte destes compradores não vão conseguir assumir o financiamento e vão acabar fazendo o distrato

    ResponderExcluir
  12. A resistência aos poucos perde sua força, a conformação com o novo contexto do mercado, a mitigação do lucro, a consciência dos preços descolados, o tempo passando com estagnação sem fim, são alguns fatores que convencerão efetivamente que não há outra saída a não ser tornar atrativo os preços aos desinteressados compradores neste momento.

    ResponderExcluir
  13. Tiozinho tá quase chorando na reportagem hahahah

    ResponderExcluir
  14. A realidade e uma só não são os preços que estão caindo dos imóveis, mas sim a necessidade de cada proprietário em vender pelo preço que lhe convém ... Ai todos falam que por uma meia dúzia que precisava vender rápido, baixou o preço do imóvel... então caíram os valores, não e bem assim não, existe somente a necessidade de cada proprietário de imóvel em manter ou reduzir o preço naquele determinado tempo ... Essa e a real sem % baixa ou alta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficar pagando condomínio e não conseguir vender ou alugar é tenso. É uma queda de braço perdida, nem brasileiro é tão burro de passar mais de 1 ano pagando isso.

      Excluir