Total de acessos

Teste

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Jornal Nacional: Rio tem queda média de 35% nos preços para venda e aluguel

“Tanto pra venda quanto para aluguel, o proprietário do imóvel tem que estar disponível. Tem que estar suscetível a estar conversando, entendendo as necessidades do mercado, se adequando a elas pra passar por este momento de crise. É hora de se ajustar os preços, de se entender o que realmente vale. E vale o que vende”, destaca Daniel da Silveira, corretor de imóveis

Os compradores de imóveis e os candidatos a inquilino e estão vivendo um momento favorável, no Rio. A cidade sofreu uma explosão de preços nos anos que antecederam a Copa do Mundo e a Olimpíada, mas agora os tempos são outros.

Tem plaquinha amarelando pelo tempo no sol. Um, dois anos e o apartamento não desencalha, principalmente, por causa do valor alto. A Copa e a Olimpíada fizeram os preços de venda e aluguel dos imóveis no Rio subirem muito, por causa da demanda. Depois da festa, com a oferta maior do que a procura e com a economia em crise, o preço foi baixando, baixando...

Dois anos foi o tempo que o Telmo esperou para conseguir comprar a cobertura dos seus sonhos e no preço que cabia no bolso. Começou alto: R$ 1,4 milhão. Ele pechinchou muito e conseguiu.

“Novecentos e cinquenta mil reais que eu paguei pra ele. Há dois anos atrás eu daria de entrada esse valor e ficaria com uma prestação por mais uns dez anos. Hoje não. Hoje eu fiz à vista”, conta Telmo José de Almeida, professor.

Preços irreais
Para os especialistas, os preços estavam irreais e a negociação torna o cenário mais justo. A queda é, em média, de 35%.

“Por conta da crise financeira, cada centavo passa a ser fundamental. Qualquer redução pode ser decisiva para o momento de fechamento. Pode ajudar ou definir que um pretendente feche por um ou outro imóvel”, comenta Giovani Oliveira, gerente de vendas e locações da APSA.

E este é um movimento que está acontecendo também com os aluguéis no Rio. Uma redução de 20% a 30% nos últimos dois anos. Um exemplo disso é um prédio que tem todos os apartamentos do mesmo tamanho: dois quartos. Um dos moradores pagando R$ 2.550 de aluguel tentou negociar com o dono, reduzir o valor, mas não teve conversa. Resultado: ele entregou o apartamento e está se mudando para outro, dois andares acima. Sabe quanto? R$ 1.800, quase 30% mais barato.

“Tanto pra venda quanto para aluguel, o proprietário do imóvel tem que estar disponível. Tem que estar suscetível a estar conversando, entendendo as necessidades do mercado, se adequando a elas pra passar por este momento de crise. É hora de se ajustar os preços, de se entender o que realmente vale. E vale o que vende”, destaca Daniel da Silveira, corretor de imóveis.



(Portal G1 - Jornal Nacional - Notícia - 26/01/2017)

VEJA VÍDEOS SOBRE O ASSUNTO AQUI NO BLOG OU PELO LINK

50 comentários:

  1. O pessoal que aluga imóvel ta achando que o salario minimo é de R$ 3 mil reais ou que o imóvel fica na Europa. Os preços que estão sendo cobrados nessa cidade (e outras do país) tão complemente fora da nossa realidade econômica e social.

    ResponderExcluir
  2. caindo não quer dizer barato :/

    ResponderExcluir
  3. na Chom Na Chom quero meu Na Chom

    ResponderExcluir
  4. Caô do caramba, não vejo o preço de nada cair no Meier/Cachambi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso tudo é conversa fiada, não estou vendo queda nenhuma aqui na zona sul do Rio

      Excluir
  5. A SECOVI acha que o preço é um só em toda Jacarepaguá? Não há distinção entre Freguesia e Praça Seca, por exemplo? Essa instituição não passa a mínima credibilidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais um que acredita em coelhinho da páscoa, papai noel, ANÚNCIO NA INTERNET etc.

      Excluir
  6. Recreio valorizado? Meu deus aquilo ta uma favela... Uma farofada na praia....

    ResponderExcluir
  7. sai do rio a 20 anos e fui para cabo frio só que depois das upp cabo frio virou terra de bandidos

    ResponderExcluir
  8. 35% de 500% de gordura nao e nada...corvos entrem em açao ja....kkkkk ainda mais no Hell DE FAVELA...kkkkkk

    ResponderExcluir
  9. Queda de 30%??????????? É o fim do mundo para os Corvos perderem 30% de 6%, ainda que seja 30% de nada... pois não vendem absolutamente nada.
    Outra coisa, imóvel desvaloriza???????? Sinal dos tempos... estamos no fim do mundo mesmo...

    ResponderExcluir
  10. Até na Rua Ceará o aluguel deve ser caro.

    ResponderExcluir
  11. O Governo está desesperado pra falar que alguma coisa diminuiu sem ser salário.

    ResponderExcluir
  12. Lei da oferta e da procura. O salário minimo nao é esse mas tinha muita gente com dinheiro pra pagar isso e fazia fila pra alugar imoveis ruins com preços nas alturas. Agora nessa crise o poder aquisitivo diminuiu e a procura tb, então estão tendo que baixar o preço pra não deixar o imovel fechado dando prejuizo.

    ResponderExcluir
  13. Ainda tá caro! Deixa arder mais um pouquinho

    ResponderExcluir
  14. Nenhum corvo apareceu para comentar a matéria publicada acima? eles devem estar abatidos, nem mesmo aquele que todos os dias falava um monte de besteira como imóvel nunca desvaloriza (Português horrível, sem concordância e palavras escritas erradas), nem apareceu, pois não deve ter argumentos além daqueles desatualizados.
    Seria bom que ele aparecesse para nos divertir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o corvo anarfabeto deves ter dadu infartu do miocardio tadim deli nao guento a perda de 30% das venda... si o angu tava escassu agora e qi as coisa vao piorar tadim dos corvos
      agora so perfeitura para ajudar com um pouco de gurdura, sau e fuba...

      Excluir
    2. Queimou...e sem as "penas" nao voam....kkkkk

      Excluir
  15. A oferta tá maior do que a demanda justamente por isso. Majoraram os preços dos aluguéis lá nas nuvens agora estão sendo obrigados a cair na real.

    ResponderExcluir
  16. Aluguel é ganhar o dinheiro suado das pessoas, não deveria nem existir;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pagar pra chamar de seu, apos 35 anos e o que hein...? E melhor alugar.. e se der com os burros n'agua, pode mudar-se para um menor por ex.sem perder o pombal e o dinheiro.
      Voce deveria ajudar tbm, alugando de graça...o que voce acha da ideia?

      Excluir
  17. Eu pagava 700, agora pago 500.......

    ResponderExcluir
  18. Se 2016 vendeu 2 devolveu 1, 2017 vende 1 devolve 2....kkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente tem logica..mas fico no vende 3 devolve 10...kkkk,ja que estamos no paga-se 3 leva 1..kkkk...nada como investir aqui na Bananaland and Hell....pois aqui nunca se perde,pois fica com mico de presente...stallone ta certo.

      Excluir
  19. Certamente cairá mais 20% a 30% até o final de 2017. Acredito que um imóvel que está sendo vendido a 500k nó início de 2018 sairá por 400k

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos la na matematica: 35% agora + 50% ate fim 2017 = 85% desc. 500 mil x 85% desc= 75 mil..vish.... agora da pra adquirir um pombal de 40m2 = 1875,00 reais o m2.
      Avisa os corvos, que nao pagaremos mais preços noruegues nao...Aqui e Banania.

      Excluir
  20. o jeito é pegar o colchãozinho e se jogar debaixo do viaduto... acho que vai cair um pouco mais. Obrigado Minha Casa Minha Vida, casas sobrando por falta de pagamento

    ResponderExcluir
  21. Tudo culpa do golpe desses coxinha, mais nao se preocupe com governo do Temer, tudo já começa a melhora

    ResponderExcluir
  22. Em SP, perda de casa própria cresce 247% (http://atarde.uol.com.br/economia/noticias/1834511-em-sp-perda-de-casa-propria-cresce-247). Acredito que ainda aumentará muito esse percentual. è o mutuário sem condições de pagar as prestações que assumiu ao ser sugestionado a realizar a compra. A ilusão, acreditando em conversas, sem a análise do futuro, levou muitos a essa situação. Perdeu dinheiro de entrada, prestações e ainda talvez tenha que pagar mais se no leilão não atingir o valor da dívida.

    ResponderExcluir
  23. Com o nosso país sem infraestrutura,transporte decente,segurança,etc,etc,etc....se imóvel cair 50% ainda é caro....

    ResponderExcluir
  24. Com a renda média do trabalhador despencando na mesma proporção, o aluguel continua caro para o trabalhador!!! O problema está aí...O povo está sem grana!!!! Porém todos precisam morar!!!!

    ResponderExcluir
  25. O negócio está feio para todo mundo!!! Sorte de quem tem imóvel para alugar/vender

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então vende kkkk kkkk kkkk
      Então, aluga rsrarsrsrsrsrsrs
      Pode comprar o meu kkkkkk

      Excluir
    2. kkkkkkk "sorte"

      Excluir
    3. Pra vender tem que ter o "rabo pra lua"...kkkk

      Excluir
  26. Taí uma notícia boa!! Corvos se suicidando geral kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  27. ALUGUEL MAIS BARATO, MENOS INADIMPLÊNCIA.

    ResponderExcluir
  28. Para quem mora de aluguel, está feliz.

    ResponderExcluir
  29. Ja era tempo. Corvos pirando e passand fome

    ResponderExcluir
  30. Força-tarefa dos bancos tenta evitar quebra de empresas: http://atarde.uol.com.br/economia/noticias/1834841-forcatarefa-dos-bancos-tenta-evitar-quebra-de-empresas
    Significa aumento de desemprego?

    ResponderExcluir
  31. Se saiu no Jornal Nacional, é que a coisa tá feia demais. Agora a bolha explode de vez!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  32. Só aguardando a falência da PéDeGesso kkkkk Pânico total da corvaiada! #winteriscoming #Rossi,asuahoravaichegar

    ResponderExcluir
  33. Todos os dias tem desemprego;
    Governo libera FGTS Inativo porque os desempregados acabaram com seguro desemprego e o governo não vai gerar empregos;
    Tentativa de baixar taxa selic;
    Corte de todos os lados;
    Lava-jato parece mais cataratas do Iguaçu;
    Estados falidos;
    Mas baixar só 30%?!!

    Não sei não....

    ResponderExcluir
  34. Está chegando próximo a realidade. Estavam inflados pela ganancia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostaria de saber aonde baixou 30% não é isso que estou vendo aqui no Rio

      Excluir
    2. Mais um que acredita em papai noel, saci pererê, ANÚNCIO DE IMÓVEIS.

      Excluir
  35. No preço que estão os imóveis, poucos brasileiros têm capacidade financeira de comprar...ainda que baixe 50% e seja feita a 'vossa vontade', poucos brasileiros terão condições de comprar um imóvel....então caros colegas....nada mudará.

    ResponderExcluir
  36. Minha mãe me agradece todos os dias por ter feito ela vender um apartamento de dois quartos na Tijuca há três anos atrás por 580.000. Dinheiro aplicado, rendendo bem, por volta de 1%, e ela mora de aluguel em um apartamento mais confortável, mais novo, no mesmo bairro e pagando 1.800,00... Hoje, um apartamento lá é anunciado por 400.000. E não vende.

    ResponderExcluir
  37. Fala para sua mãe deixar apenas a correção de inflação e o restante vai juntando e viaja! Aproveite! rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pessoal esquece que a comparação não é em relação a inflação, a comparação é referente ao valor do imóvel e sobre a valorização ou desvalorização do mesmo.
      Só corretor que não sabe o que é matemática:
      1- imóvel vendido a 580.000 e aplicado, após três anos já temos um montante de rendimento na casa dos 230.000 o que totaliza o montante em 810.000.
      2 - mesma situação pagando aluguel de 1.800. A aplicação estará em torno de 740.000.
      3 - não vende o imóvel e após três anos não vale nem 500.000. Prejuízo de 80.000 mais o que deixou de ganhar na aplicação totalizando (-) 245.000 aproximadamente.

      Pra mim é muito claro, inclusive para os próprios corretores que deixam dinheiro investimento. Papo de corretor é o famoso: faça o que eu falo, mas não faça o que eu faço.

      Se não entendeu é corvo da pior espécie.

      Excluir