Total de acessos

Teste

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Extra: Número de imóveis retomados salta 80,9% em um ano e bate recorde

Somente na Caixa, em 2015, foram retomados 8.775 imóveis. Já no ano passado, o número passou para 15.881. Em dois anos, 26,6 mil pessoas perderam suas casas

O atraso no pagamento das prestações de financiamento tem feito muitos mutuários perderem seus imóveis. O número de retomadas saltou 80,9%, em um ano, somente na Caixa Econômica Federal, que controla cerca de 70% do crédito imobiliário do país. Segundo o banco, em 2015, foram retomados 8.775 imóveis. Já no ano passado, o número passou para 15.881. Em dois anos, 26,6 mil pessoas perderam suas casas. Na prática, com três meses de mensalidades em atraso, o banco pode emitir uma notificação e em até seis meses o bem pode ser leiloado.

— O banco não precisa iniciar um processo judicial para retomar o imóvel, quando se trata de alienação fiduciária. Por isso, ao primeiro sinal de que não vai conseguir fazer o pagamento em dia, é preciso correr e pedir uma renegociação — explica Lízia Jacintho, presidente da Associação de Mutuários (AmuRio).

De acordo com dados do Banco Central, mais de 233 mil contratos de financiamento estavam com três mensalidades em atraso, em março. O engenheiro Almir Carvalho, de 62 anos, tinha uma situação econômica confortável quando assinou contrato de 25 anos para financiar a casa. O pagamento foi feito em dia por 10 anos, mas com a aposentadoria sua renda caiu 20%, e ele atrasou quatro parcelas.

— Fiz um esforço para pagar o atrasado. O próprio gerente da Caixa orienta para evitar a perda do imóvel e todo investimento que fez até ali, ainda que tenha que vender o imóvel ou fazer uma troca — disse Almir.

Menos crédito
O aumento da inadimplência foi acompanhado pelo volume 9,2% menor de crédito, em março, segundo a Associação Brasileira de Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). Em 12 meses, o recuo é de 26,7%.

A renegociação da dívida com o banco é a primeira providência para evitar a perda definitiva do imóvel . O ideal, segundo advogados, é que o contato seja feito sem que haja parcelas em atraso e, dependendo do caso, é possível recalcular o saldo devedor aplicar o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) na transação(veja as orientações na tabela acima).

— Sugerimos que o mutuário leia o contrato com atenção porque muitos não sabem, por exemplo, que possuem o seguro SGHab, e ele cobre até 36 meses prestações em caso de desemprego ou redução salarial. É preciso fazer uma comunicação ativa ao agente financeiro — orienta a advogada Lízia Jacintho.
A maioria dos financiamentos são realizados em 30 anos, mas a quitação, pelo cliente, acontece em média em 12 anos (equivalente a 36% do prazo total), segundo dados da Caixa.

— Em algumas renegociações, o banco aumenta o prazo e reduz a prestação. Se a pessoa já está atrasada embute nas prestações no final. A outra solução é entrar com algum tipo de ação para travar este tipo de leilão — diz o advogado especializado em direito imobiliário Hamilton Quirino.

A Caixa informou que mais de 90% dos contratos renegociados são liquidados dentro do prazo e que os dados demonstram a preocupação dos clientes em cumprir com suas obrigações, mesmo em dificuldade financeira.

José Alfredo Lion, do escritório Lion Advogados, alerta
“Para assinar o contrato, o consumidor tem que ter certeza de que vai conseguir cumprir. Mas isso é difícil porque são financiamentos muito longos, geralmente de 30 anos. Hoje, a pessoa tem recursos, mas depois fica desempregada, ou sofre uma redução de renda, tem problemas de saúde. O consumidor deve abrir a negociação, mas não deve assinar se as condições não forem boas. O mutuário também pode recorrer à Justiça e o Poder Judiciário está bastante sensível. O processo pode ser uma ação revisional de contrato, baseada na teoria da imprevisibilidade, ou seja, em eventos que não poderiam ser previstos, mas que impediram o pagamento.”

(Extra - Notícias - Economia - 14/05/2017)

VEJA VÍDEOS SOBRE O ASSUNTO AQUI NO BLOG OU PELO LINK

21 comentários:

  1. Corvo é igual a PeTista traído pelos deuses da estrela vermelha... sabe que os caras são corruPTos mas não querem aceitar...
    Os Corvos Leem os artigos, sabem que para o mercado voltar a crescer precisa de:

    Demanda - As famílias cada vez menores;
    Emprego - Desemprego crescente e em recuperação sim mas vai demorar a recuperação e todo mundo sabe que o mercado imobiliário é o último a retomar o crescimento;
    Renda - Com a volta do trabalho os salários caíram e muito, um amigo meu engenheiro da Camargo Correa, foi demitido, ganhava R$28.000,00, foi recontratado por um salário de R$4.500,00.

    VOCÊ QUE ESTÁ CHEGANDO AGORA NO BLOG NÃO COMPRE IMÓVEIS ATÉ 2020, FIQUE QUIETINHO NO ALUGUEL E FAÇA UMA POUPANÇA EM 05 ANOS VOCÊ CONSEGUE DINHEIRO PARA COMPRAR A VISTA O QUE VOCÊ PAGARIA EM 30. NÃO CAIA NAS LÁBIAS DOS CORVOS QUE QUEREM SEUS 6% E AINDA AUMENTAM E MUITO O VALOR DO IMÓVEL PARA AUMENTAR A COMISSÃO, NEGOCIE DIRETO COM O PROPRIETÁRIO E PROPÕE ATÉ 50% DE DESCONTO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo com você, em parte, pois também não acredito na pseudo social democracia do PSDB, politica e políticos são todos iguais, é como sindico, quando são substituídos trocamos 6 por meia duzia, por isso são candidatos.
      Quanto aos fatos não há o que se discutir, então estamos todos sem dinheiro, não precisa gritar para não comprarem, pois não temos mais compradores.
      O ultimo suspiro que estão dando aos incautos, é a tentativa de na caneta diminuir a SELIC e estimular a falsa ideia de será melhor comprar imóvel do que aplicar no mercado financeiro.
      Porém este remédio estimula a inflação, os montantes de credito disponível no mercado financeiro não será suficiente para financiar uma possível demanda na aquisição de imóveis retomados e prontos, quiça estimular um novo boom de lançamentos e compra na planta.

      Acordem, estamos endividados e sem empregos, o FGTS esta acabando, a previdência também, os Estados quebrados, a União com deficit bilionário e divida interna trilionária, a renda e poder de compra só diminuindo, novas leis trabalhistas diminuindo poder de negociação salarial.

      Excluir
    2. Nhé nhé nhé

      Excluir
  2. Temos estoques de imóveis para anos, então querer inflar novamente o mercado não vai gerar empregos, produção de nada e nenhuma renda

    ResponderExcluir
  3. Mesmo que aconteça a mágica de aquecimento da economia, e este seja direcionado ao setor imobiliário (até parece que no Brasil existe somente este setor da economia), o remédio só irá agravar o problema, como podem observar temos grandes volumes de imóveis sendo retomados, alem de grande estoques de imóveis prontos em poder de construtoras e investidores. O estimulo ao aquecimento do setor não irá gerar empregos, construtoras não precisam e não tem como investir demais em novos lançamentos, precisam desovar os estoques. Iremos gerar uma grande massa de endividamento, nenhum aquecimento do setor produtivo de materiais de construção, nenhum novo emprego, o comércio sofrerá as consequências do maior comprometimento da renda dos trabalhadores com financiamento habitacional e o pouco credito disponível sera canalizado para salvar as grandes construtoras. Só se salvarão os poucos que estiverem líquidos e capitalizados, pois a Venezuela sera refresco para o que possa acontecer ao Brasil
    Pensem antes de agir por impulso e não ouçam opiniões de desesperados que querem iludi-los com a ideia de que assumir uma dívida de 35 anos neste cenário é sua salvação.

    ResponderExcluir
  4. Acho interessante que conseguimos identificar com facilidade quando latifundiários utilizam-se de manobras para serviço escravo, contratando imigrantes com baixos salários e controlando todos os instrumentos e agentes de serviços e produtos locais, assim você é obrigado a comprar comida, roupa e remédios com o patrão, pagar o aluguel para o patrão, e até o transporte é gerenciado pelo patrão, comprometendo toda sua renda com seu empregador. VOCÊ SE TORNA ESCRAVO MODERNO ETERNAMENTE ENDIVIDADO E CADA VEZ MAIS SUJEITO AOS ASSÉDIOS DO SEU SENHOR

    Será que não é este o interesse de nossos governantes, estimulando seu endividamento por décadas, reduzindo seus direitos trabalhistas, realizando reformas na sua previdência (menos na previdência do legislativo, judiciário e executivo), surrupiando o FGTS que lhe garantia segurança na aposentadoria.

    ResponderExcluir
  5. RIO a cidade maravilhosa, mais de 10K o m2 , e até o ZAGALO é assaltado .....

    ResponderExcluir
  6. A mídia esta toda comprometida em iludir a todos com a perspectiva de recuperação da economia, não foi feito nada até hoje, não teve entrada maciça de capital estrangeiro, não há fatura de recursos de credito, não houve aumento da empregabilidade, só discurso que o Brasil esta melhorando, que é hora de investir, de comprar, de financiar.....
    Não caiam nesta amigos, estamos em uma crise sem precedentes sem sinais de recuperação e incerteza politica. Como vocês podem acreditar em palavras de políticos, seja TEMER, LULA ou AÉCIO. Estamos ferrados, é como se em um cenário de guerra gastássemos todos nossos recursos.
    Alias acho este um dos pontos de nossa pseudo cultura brasileira, não passamos por guerras e desconhecemos totalmente o que é viver neste cenário.

    ResponderExcluir
  7. Alguns ditados populares:
    Se conselho fosse bom não era de graça ...
    De boas intenções o inferno esta cheio .....

    Mas sejamos racionais, quem ganha em te vender a ideia de que imóvel é um bom negócio, se é tão bom assim eles não te estimulariam a comprar, estariam comprando ao invés de vender.
    O que nos poupadores ganhamos com a aplicação do seu dinheiro : NADAAAAAAAAAAA nem um centavo, o que dirá 6% do seu patrimônio, fora ITBU, fora despesas com registro, fora Imposto de Renda....

    Mas as vezes acho que somos como policiais honestos, combatemos o crime mas estamos perdendo a batalha, estamos enxugando gelo, a mídia os interesses políticos e econômicos são mais poderosos, realizam uma verdadeira lavagem cerebral , nos vendem este modelo de felicidade do capitalismo excessivo, ter é sinônimo de sucesso.

    Não consigo entender o conceito de que possuir um imóvel financiado por 35 anos possa ser considerado SEU, e poder ostentar para a sociedade como patrimônio ( patrimônio da dívida) é melhor do que alugar um imóvel muito melhor, com dobro de qualidade e tamanho, em local com ótima localização, onde posso sair a hora que quiser, sem necessidade de gastar com reformas, e ter u capital liquido no Banco.

    ResponderExcluir
  8. Acho que todo dono de imóvel quer acreditar que é Milionário .......
    Sem ter renda para tal, sem ter capital para tal, e o mais grave sem ter educação financeira para tal
    ESTE É O PAÍS DE ALICE CHAMADO BRASIL

    ResponderExcluir
  9. Mercado Imobiliário esta recuperando KKKKKKKKKKKKKK

    Cyrela registra queda de 61,5% no lucro líquido consolidado

    A Cyrela (CYRE3) teve lucro líquido de R$ 4 milhões no 1T17, queda de 93,4% ante igual intervalo de 2016. Segundo a empresa, o resultado se deve à diminuição das vendas e à elevada quantidade de distratos. A receita bruta total da construtora caiu 14,5%, ficando em R$ 712 milhões. Já a geração de caixa operacional ficou positiva em R$ 158 milhões.


    ResponderExcluir
  10. Comércio otimista KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    A Lojas Americanas (LAME4) registrou prejuízo líquido consolidado de R$ 132,9 milhões no 1T17. No mesmo período do ano anterior, a perda havia sido de R$ 23, 9 milhões.

    ResponderExcluir
  11. Mercado financeiro incerto, hora de comprar imoveis KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Itaú confirma compra de 49,9% da XP

    O Itaú Unibanco (ITUB4) confirmou em Fato Relevante no fim da noite de quinta-feira a compra de 49,9% do capital social total (sendo 30,1% das ações ordinárias) da XP Investimentos. O banco fará aporte de capital no valor de R$ 600 milhões. O Itaú afirmou ainda que vai fazer a aquisição de ações de emissão da XP Holding detidas pelos vendedores no valor de R$ 5,7 bilhões

    SERA PORQUE ELES NÃO COMPRARAM IMÓVEIS KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara ....vc é um incefalo...os bancos no (do) Brasil emprestam dinheiro a 500% a.a....se for capaz...me diga algo melhor do isso...mentecapto...

      Excluir
  12. Brasil diante de novo cenário para investidores kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Operação da PF mira BNDES e JBS

    A Polícia Federal realiza nesta sexta-feira a Operação Bullish. As autoridades investigam fraudes e irregularidades em aportes concedidos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) a JBS (JBSS3).

    Também é investigada a firma de consultoria do ex-ministro Antonio Palocci.

    ResponderExcluir


  13. Crédito sobrando no Brasil e queda da SELIC promete salvar pais da crise KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    BNDES diminui empréstimos e setores reclamam

    O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) está entre as principais mudanças na política econômica neste um ano do governo Michel Temer. Maria Silvia Bastos Marques assumiu a presidência do banco com a missão de reduzi-lo. A tarefa não tem sido fácil - a restrição ao crédito e as mudanças internas têm sido alvo de críticas.

    ResponderExcluir
  14. Brasileiros com queda da SELIC e inflação baixa, vão comprar muitos imóveis, ainda mais com uso FGTS para pequenos imóveis de até 1,5 milhões de reais KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK


    Pesquisa do Serasa aponta que 1/4 dos brasileiros estão endividados

    ResponderExcluir
  15. PIB Brasil deve crescer nos próximos anos KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    PIB entre 2011 e 2020 deve ficar em 7,9%, o crescimento da população em 8,5% e a renda per capita deve cair em 0,6% na década. Ou seja, o Brasil vai chegar em 2020 mais pobre do que em 2010. O FMI estima que a economia brasileira vai crescer algo em torno de 2% entre 2018 e 2022 (o que não é certo), mas mesmo assim não será suficiente para compensar a grande recessão e declínio da renda per capita ocorrida entre 2014 e 2017. Provavelmente, o Brasil terá muito pouca coisa para comemorar nos 200 anos da Independência.

    http://www.ufjf.br/ladem/2017/05/05/populacao-e-economia-nos-200-anos-da-independencia-do-brasil-1822-2022-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/

    ResponderExcluir
  16. Brasil não precisa construir nenhum imóvel até 2025, devem revender os distratos e imóveis tomados pelo banco sem falar do excesso de imóveis diversos no mercado. Construtoras devem investir em obras de mobilidade para melhorar o dia a dia do cidadão é escoamento de produção, assim terão longos períodos de obras e geração de empregos, mas não dá para ter tanta margem como nós Imóveis e agora ficou mais difícil superfaturamento de obras para o governo então os gananciosos estão ferrados. NÃO COMPREM NADA ATÉ 2025...fica a dica... não sigam pseudo intelectuais​ que se acham e erram todas as previsões e vêem com justificativas idiotas para não admitir seus erros.

    ResponderExcluir
  17. Rio cidade maravilhosa
    Pezão teve apartamento assaltado ..........
    preços do m2 no Rio
    valorizou mais 30% kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    è a nova Paris KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    20k o m2 KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  18. Mesmo na visão do corretor vidente de SELIC 0%, TR 0% e inflação 0% para justificar algum desinteresse em aplicações financeiras, este cenário será ainda mais arrasador para os tomadores de empréstimos imobiliários, imagine seu salário congelado ( ninguém reajusta nada com inflação 0% e selic 0% muito menos salários) e seu saldo devedor corrigido a 9% ao ano KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Você terá pago o valor de três imóveis KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ja sei o que o vidente vai responder:

    INFLAÇÃO PODE ESTAR NEGATIVA QUE IMÓVEL SEMPRE VALORIZARA 30% AO ANO kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir