Total de acessos

Teste

terça-feira, 13 de maio de 2014

Valor: Maior imobiliária do Brasil vê lucro despencar 65,2%

A Lopes (LPS Brasil Consultoria de Imóveis), maior imobiliária do País, registrou lucro líquido no primeiro trimestre deste ano 65,2% menor em relação ao lucro líquido registrado no primeiro trimestre do ano passado, conforme demonstrações financeiras consolidadas divulgadas na noite da última sexta-feira. O lucro líquido considerado é o atribuído aos sócios da empresa controladora, base para a distribuição de dividendos.
De acordo com a demonstração de resultados, disponível no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a receita líquida da empresa no primeiro trimestre teve um um recuo de 24,7% ante o mesmo período de 2013, .
O lucro bruto da companhia no primeiro trimestre teve uma queda de 27,1% sobre o lucro bruto no primeiro trimestre do ano passado.
No primeiro trimestre deste ano, a Lopes registrou prejuízo operacional de R$ 4,375 milhões, ante lucro operacional de R$ 11,710 milhões no primeiro trimestre de 2013.
O Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) da Lopes atingiu R$ 10,947 milhões no primeiro trimestre deste ano, em baixa de 64% em relação ao Ebitda de R$ 30,115 milhões registrado no primeiro trimestre do ano passado.
A margem Ebitda da companhia no primeiro trimestre deste ano ficou em 14,7%, um recuo de 15,8 pontos percentuais ante a margem Ebitda de 30,5% do primeiro trimestre de 2013.
O VGV Intermediado no primeiro trimestre teve queda de 24% em relação ao mesmo período do ano passado.
Já as unidades vendidas declinaram 24% na comparação entre os trimestres, em relação ao mesmo período de 2013.
(Valor Econômico - Empresas - 09/05/2014)

VEJA VÍDEOS SOBRE O ASSUNTO AQUI NO BLOG OU PELO LINK

8 comentários:

  1. Queda de 65,2% no lucro líquido? Quer dizer que os "sócios" (leia-se especuladores) tiveram uma quebra de 65,2% na sua "beirada"? Se isso não é bolha, e das grandes, eu mudo de nome! Resumindo: se tudo correr bem, estarão todos fudidos, ou como eu li certa vez: corram para as montanhas!

    ResponderExcluir
  2. Nosso subprime vai afundar as construtoras e imobiliàrias,por conta das vendas "na planta" para a "classe C". Um mercado podre sò poderia gerar dìvidas podres.

    ResponderExcluir
  3. Como dizem naquele famoso site da internet: "Motumbo veio para ficar!"

    ResponderExcluir
  4. a LPS ainda vai ter muito prejuízo porque o modelo de negócio é ruim.. a LPs foi uma das primeiras imobiliárias a detonar a profissão de corretor de imóveis, criando um sistema baseado em números (quantidade).. em uma cidade a LPS chega a ter mais de mil corretores (claro, mão de obra escrava) fazendo telemarketing e vendendo imóveis "de qualquer jeito".. esse modelo funcionou bem durante o boom imobiliário, mas não funciona mais.. as vendas despencaram, e apesar deles não terem custos de mão de obra (com corretores) tem outros (enormes) custos, como a manutenção de suas portentosas sedes.. se não mudar o modelo, vai falir.. corretor existe para dar consultoria para os clientes e a venda deve ser focada nas necessidades do comprador.. hoje a LPS é 100% focada nas necessidades das construtoras..

    ResponderExcluir
  5. E olha que até venderam bem com queda de só 24% nas vendas
    Notícias mais recentes informam que houve queda de 50% na venda de novos

    Daí podemos concluir que as vendas estão se aguentando nos usados.

    Acredito que a fase de ajuste de preços (onde vi quedas reais de até 15%) já passou, agora estamos entrando na fase mais hard com quedas de preço indo pra 50%.

    ResponderExcluir
  6. Ainda bem que não é a Lopes que manda aqui em Niterói.. e em relação a vendas de lançamentos e usados na BrasilBrokers nunca foi tão favorável.. apesar desses empecilhos.. como copa do mundo e eleições.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixa de ser mentiroso...sabe de nada, inocente!

      Excluir
    2. KKKKKKKKKKKKKK

      Excluir