Total de acessos

Teste

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Vídeo: Crise imobiliária leva corretores de imóveis a mudar de profissão

A crise e a queda das vendas no mercado imobiliário fizeram a profissão de corretor entrar em baixa. Desde o ano passado, muitos corretores de imóveis abandonaram o trabalho ou trocaram de profissão. Para se ter uma ideia, o número de cancelamentos de registros de corretores aumentou 42%, segundo o Conselho Regional de Corretores de Imóveis de São Paulo



VEJA VÍDEOS SOBRE O ASSUNTO AQUI NO BLOG OU PELO LINK

25 comentários:

  1. Ótima notícia para aqueles que foram muito mal atendidos por corretores no BOOM do setor imobiliário. No tempo em que fui ver imóveis não encontrei nenhum corretor preparada quando pedia o registro do CRECI então desapareciam. Essa atual baixa na quantidade de corretores só demonstra o quanto o setor estava sem preparo para atender seus clientes foram muitos compradores enganados com informações mentirosas sobre valorização de 30% ao ano, isso acontecia independente da experiência ou não do corretor, todos mandavam como um mantra esse tipo de frase e quando alguém perguntava sobre o INCC ninguém sabia explicar o que era ou era apenas mais uma omissão de informação proposital.

    ResponderExcluir
  2. Eu quero é mais que esses cobradores de taxas indevidas passem fome.

    ResponderExcluir
  3. Estão colhendo o que plantaram, simples assim.
    Um amigo meu, pessoa bem simples que trabalha com manutenção de uma imobiliária na cidade de Contagem MG me disse uma vez que tinha Corvo que tinha até avião particular, tamanha era a arrogância dessa classe que fedia a enxofre.
    Mas e os bons profissionais? Perguntamos, desconheço. Todos aprenderam a Lei de Geferson, malandros, mentirosos, arrogantes, 171, mentecaptos, energumenos. Venderam até a alma para Lúcifer, agora é a hora de pagar a dívida com o capioto.
    Eu nunca dei esse gosto para os corvos ganhar dinheiro fácil, todas as minhas aquisições e vendas eram feitas sem o intermédio desses calhordas, eu pagava um despachante.
    Esse é o sentimento dos brasileiros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tu és muito invejoso! Deve ser um fracassado. Quer dizer, então, que um Zé Ruela te disse que tinha corretor até com avião e o bichinho da inveja mordeu fundo na tua alma?
      Vai trabalhar, vagabundo!

      Excluir
    2. Corvos detect, Corvos detect. Corvos ladrões de sonhos, venderam gaiolas para o PT ganhar propina das Construtoras e agora? Quem vai pagar essa conta?
      Por conta desses Corvos acima é que cada vez mais não tenho a mínima compaixão e por mim todos vão comer fubazinho com couve kkkkkkkkkkkii

      Excluir
    3. Muito triste! Os corvos no Brasil viraram sinônimo de malandragem, de jeitinho brasileiro. Não tenho dó nenhuma. Antes que algum corvo fale alguma coisa, paguem meus juros!!

      Excluir
    4. Tem corvo que prefere dizer que o povo é invejoso do que admitir que os preços estão inflados, isso eles não admitem de jeito nenhum acho que não é povo que é invejoso e sim vcs que não são humildes pra admitir que os preços estão exagerados, inveja uma ova isso ai é jogada errada inflar os preços dessa maneira levou vcs a essa situação ai de hoje

      Excluir
    5. Um recado aos Corvos não é o povo que é invejoso o povo tem raiva pela falta de bom senso de vcs

      Excluir
  4. Sou corretor de imóveis com curso superior em gestão imobiliária e atuo na área há 32 anos. Posso afirmar que:
    Em época de crise costumam surgir grandes oportunidades de negócio.
    O mercado nunca está ruim para o corretor de imóveis. Em determinados momentos, pode estar ruim para quem compra ou para quem vende. Para o corretor, nunca.
    A grande diferença entre os profissionais é a capacitação.
    O profissional, seja de que área for, deve estar sempre investindo na sua qualificação.

    ResponderExcluir
  5. Sou corretor de imóveis e atuo na área imobiliária há 32 anos.
    O mercado nunca está ruim para o corretor. Em determinados momentos está ruim para quem compra ou para quem vende. O corretor, assim como qualquer outro profissional, deve estar sempre se capacitando.

    ResponderExcluir
  6. Prezados,
    Quando me abordam, comentando como o mercado está ruim, costumo dizer:
    Para o corretor qualificado o mercado sempre está bom.
    Estamos no meio do processo de venda. Somos os intermediários. Somos aqueles que fazem o negócio acontecer.
    O mercado é cíclico. Hora está mais favorável a quem vende. Hora está favorável a quem compra.
    Vamos aproveitar e criar as oportunidades de negócios para nossos clientes e fazer um 2016 exuberante para nossa profissão.
    Um abraço.
    Guilherme Do Valle
    CRECI/DF 7757

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo e discordo. O mercado está bom pra ninguém, tanto pra corretores, compradores e vendedores. O mercado está bom para quem tem dinheiro bem investido e ganha com o rendimento. Porque estes tem dinheiro pra pagar à vista e tem maior poder de barganha.
      Respeito os corretores que orientam os vendedores sobre a realidade e são honestos quanto a informar sobre o real valor do imóvel. Há 05 anos, estava tentando comprar uma casa e tinha contato com vários corretores diferentes que representavam imobiliárias ou redes. Infelizmente falo: a enorme maioria era "malandro" e objetivava lucros sem nenhum pudor. Graças a um bom corretor, achei uma casa e fiz um ótimo negócio, mas no caminho me deparei com inúmeras armadilhas. Se eu não tivesse o estudo e conhecimento necessários, teria comprado um cavalo de tróia igual acontece com muitas pessoas.
      Mesmo para o bom corretor, o mercado está péssimo. Mas com perseverança e trabalho honesto é possível superar a crise. Para os demais corretores (grande maioria) é bom mesmo mudar de profissão, porque atualmente os "trouxas" não tem dinheiro nem para entrar em um financiamento ou mau negócio.

      Excluir
  7. Prezados,
    Quando me abordam, comentando como o mercado está ruim, costumo dizer:
    Para o corretor qualificado o mercado sempre está bom.
    Estamos no meio do processo de venda. Somos os intermediários. Somos aqueles que fazem o negócio acontecer.
    O mercado é cíclico. Hora está mais favorável a quem vende. Hora está favorável a quem compra.
    Vamos aproveitar e criar as oportunidades de negócios para nossos clientes e fazer um 2016 exuberante para nossa profissão.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rs Tá voando pena pra todo lado...
      Deus resiste aos soberbos. Estão amaldiçoados.

      Excluir
  8. Os Corvos estão perceptívelmente desorientados...

    ResponderExcluir
  9. Senhor Guilherme do Valle, feliz-exuberante 2016 para você e sua classe: tal como fora 2015. Desejo que em tempos difíceis vocês continuem se qualificando e que, com o passar desses anos difíceis, vocês se tornem a classe mais capacitada do universo. Assim, então, muitos por aqui não precisarão apontar as ridículas distorções deste segmento econômico tais quais o senhor (e sua classe) insiste/m em não enxergar ou admitir.
    Boa sorte na tentativa de mediação das vendas!!! Espero que os preços caiam bastante (certa de 30 a 40%) para que o senhor (e sua classe) vendam tudinho.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Vocêis corvos enganaram o povo, disseram que essas gaiolas valiam uma fortura. Agora nesse exato momento não vende mais nada, vai ficar 100 de maldição, não vão vender mais nada, bem feito que passem todos fome.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O sr "anônimo" deve ter tido slgum problema grave para insultar tanto uma classe como a de corretores de imóveis que pagam para exercer a profissão anualmente como um engenheiro ou advogado etc...
      Em todas as classes existem bons e maus profissionais, não ofenda as pessoas deste jeito e nem deseje a ninguém que passe fome. Não sou corretor ao contrário fui muito bem atendido e orientado quando precisei de um profissional nesta área. Suas palavras sao muito ruins e tudo quanto desejares aos outros lhe retornará, esta é a lei do universo e de Deus.

      Matheus

      Excluir
  11. Definição pejorativa da palavra corvo:
    fig. pej. indivíduo que se refugia no ANONIMATO e se arroga a tarefa de delator.

    ResponderExcluir
  12. Não sou corretor, mas não entendo esse ódio todo aos corretores. Parece até aquela história do rei que manda matar o mensageiro, por não gostar da mensagem...
    O corretor é apenas um intermediário, um facilitador, um vendedor. O mercado entrou numa crescente porque todo mundo correu para o mercado imobiliário: 1. por falta de opções de investimentos, a partir de 2008, haja vista a crise do mercado de ações e a baixa da taxa do SELIC; 2. impulsionado pelos incentivos do governo; e/ou 3. muito importante, por conta da idiotia coletiva, o velho efeito manada (muitas pessoas correram para comprar imóveis simplesmente porque todo mundo estava comprando e elas ficaram com medo de ficar sem...).
    Os corretores apenas expressaram uma realidade do mercado. Os corretores ruins, que tratavam mal, enrolavam os clientes ou, simplesmente, nao sabiam de nada e falavam um monte de besteiras, são apenas mais um efeito do mercado inflacionado, que atrai todo tipo de oportunistas.
    Quem comprou sem meditar também tem culpa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns. Melhor resposta.estamos precisando de pessoas inteligentes neste pais.pessoas educadas, cultas...

      Excluir
  13. Os corvos só venderam porque os compradores se dispuseram.

    Tenho dinheiro aplicado com rendimento muito bom, o que não é surpresa nos dias de hoje, entretanto, como tenho boa formação financeira sei que esse é um péssimo momento para negociar.

    Os preços dos imóveis estão extremamente inflados, o fundo do poço ainda está longe. Melhor estratégia no momento ě esperar para comprar por 50% ou até 40% do valor atual.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo subiram 150% e agora só querem aceitar proposta de 10% tô fora ..

      Excluir
  14. Qualquer comércio sobrevive do giro dos negócios, o dinamismo é o alicerce de tudo.
    Sem alicerce, aparecem trincas, rachaduras, fissuras, destacamentos e por fim, desmorona-se um patrimônio.
    Não existe milagre e nem sonhos impossíveis, a inércia na adequação dos preços trará consequências fatais e irreversíveis para muitos agentes.
    Apenas um pressentimento...

    ResponderExcluir